Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cartel do aço

TRF-1 mantém multa a CSN, Usiminas e Cosipa

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região manteve condenação aplicada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica contra o chamado "Cartel do Aço". Por unanimidade, os desembargadores condenaram as siderúrgicas CSN, Usiminas e Cosipa por formação de cartel na venda de aço plano. As empresas terão que pagar multa de R$ 52 milhões, corrigida pela taxa Selic. A decisão é um marco na história do Cade, já que a primeira investigação sobre cartéis feita pelo conselho desde sua criação foi justamente no setor de aço.

Segundo a procuradoria do Cade, as siderúrgicas fizeram um acordo para o aumento de preços em 1996. Três anos depois, o conselho julgou que a prática se tratava de cartel. As empresas discordaram da decisão e levaram o caso à Justiça.

Ainda de acordo com a procuradoria, além de comunicados enviados aos clientes, indicando aumento dos preços, houve uma reunião na Secretaria de Acompanhamento Econômico, do Ministério da Fazenda, que atestou a manifestação das empresas em praticar o cartel.

Uma substancial análise econômica demonstrou não haver qualquer outra possibilidade para o ajuste de preços senão a celebração de um cartel. "A decisão demonstra que o Cade está no caminho certo na análise e no combate aos cartéis", comentou o procurador-geral do conselho, Gilvandro Araújo. Com informações da Assessoria de Imprensa do Cade.

Revista Consultor Jurídico, 14 de junho de 2010, 19h06

Comentários de leitores

1 comentário

O país do faz de conta....

Marco 65 (Industrial)

Demorou tanto tempo assim para que se chegasse a conclusão óbvia?
E pior que a demora é a decisão, aplicando uma multa que, rateada, não faz nem cócegas no caixa de cada empresa multada.
Faz de conta que foram punidas...
O mesmo ocorre, DIÁRIAMENTE, com distribuidores e postos de combustiveis. O que se vê, no dia-a-dia é um flagrante desrespeito ás leis no que se refere a CARTEL. Diferenças de R$ 0,01 centavo entre um posto e outro. E não estamos falando, AINDA, na qualidade. A FRAUDE impera no país e os órgãos controladores, com seus diretores engravatados e mal preparados, tentam passar a impressão de que tudo está sendo vigiado...
Faz de conta que tudo está bem...
E a nós, cabe fazer de conta que acreditamos....

Comentários encerrados em 22/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.