Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Orçamento participativo

TJ baiano pede colaboração para definir gastos

O Tribunal de Justiça da Bahia disponibiliza em seu site, desde o último dia 27, um questionário para estimular desembargadores, juízes e servidores a participarem da elaboração do Orçamento do Poder Judiciário do estado. Segundo o tribunal, a iniciativa pretende a transparência na aplicação dos recursos e o estabelecimento de prioridades dos gastos e investimentos, e garantir aos magistrados e servidores condições de trabalho dignas, além de qualidade e celeridade no atendimento ao cidadão.

Até a última quarta-feira (2/6), 156 interessados finalizaram suas sugestões para que juízes e servidores a participem da elaboração do Orçamento do Poder Judiciário do estado. No total, 410 pessoas acessaram o questionário. As sugestões, encaminhadas pelas pessoas que concluíram sua participação, serão levadas em consideração na avaliação das necessidades de cada unidade judiciária.

Segundo o TJ-BA, a precisão nas respostas é importante e que o preenchimento dos dados e informações solicitados vai contribuir para a melhoria da prestação dos serviços da Justiça em todo o estado.

Com o Orçamento Participativo, a presidência do Tribunal de Justiça espera traçar um perfil das prioridades orçamentárias. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-BA.

Clique aqui e acesse o questionário.

Revista Consultor Jurídico, 5 de junho de 2010, 13h34

Comentários de leitores

1 comentário

certamente a maioria das propostas deve ser apenas de salári

daniel (Outros - Administrativa)

certamente a maioria das propostas deve ser apenas de aumentar salários, contratar mais gente, criar mais varas e trabalhar menos.
Raramente, muito raramente, vão propor informatização, redução de burocracia e outras neste sentido.

Comentários encerrados em 13/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.