Consultor Jurídico

Nova direção

Ministros tomam posse nesta segunda-feira no TST

O Tribunal Superior do Trabalho faz, nesta segunda-feira (2/3), às 17h, sessão solene de posse da sua nova direção para o biênio 2009/2011. Com base na tradição do tribunal de observar a ordem de antiguidade, assume a Presidência o ministro Milton de Moura França. A vice-presidência será exercida pelo ministro João Oreste Dalazen, e a corregedoria-geral da Justiça do Trabalho pelo ministro Carlos Alberto Reis de Paula.

Os três novos dirigentes fizeram carreira como magistrados do Trabalho. O ministro Moura França tem 67 anos e nasceu em Cunha, no interior de São Paulo. Formou-se em Direito pela Universidade de Taubaté, cidade em que atuou como advogado e professor. Em 1975, ingressou na magistratura do Trabalho. Foi promovido a juiz do TRT da 15ª Região (com sede em Campinas/SP) em 1991, e cinco anos depois chegou a ministro do TST, onde, nos dois últimos anos, exerceu a vice-presidência.

O ministro João Oreste Dalazen, de 56 anos, é gaúcho de Getúlio Vargas, mas fez carreira como juiz do Trabalho no Paraná, iniciada em 1980. Ele também chegou ao TST em 1996, e é professor de Direito na Universidade de Brasília. De 2007 a 2009, exerceu o cargo de corregedor-geral da Justiça do Trabalho e, nessa condição, visitou todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho (vários deles mais de uma vez) a fim de verificar a regularidade da tramitação processual e a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos.

Aos 65 anos, o ministro Carlos Alberto Reis de Paula é mineiro de Pedro Leopoldo e doutor em Direito pela Universidade de Minas Gerais. Fez carreira como juiz do Trabalho e professor em seu Estado. Em 1998, assumiu o cargo de ministro no TST e, de 2007 a 2009, dirigiu a Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat).

Já confirmaram presença na solenidade de posse da nova direção do TST o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, os ministros da Justiça, Tarso Genro, e do Trabalho, Carlos Lupi, e os presidentes da Câmara, Michel Temer e do Senado, José Sarney.

Com informações da Assessoria de Comunicação do TST.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 2 de março de 2009, 11h22

Comentários de leitores

1 comentário

Vencedor

luigi (Advogado Autônomo)

Não milito na Justiça do Trabalho, embora já o tenha feito. Contudo, sempre que nas lides trabalhistas, levei em consideração muitas das lições de um saudoso Professor, que me acompanhou por um ano inteiro na Turma de 1985 da UNITAU.
Eu, e tenho certeza de que muitos daqueles que foram alunos do Prof. Moura França, sabemos de sua grandeza profissional e pessoal.

Comentários encerrados em 10/03/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.