Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mudança de regras

Dinamarqueses querem princesas na sucessão do trono

O resultado do referendo na Dinamarca, no último fim de semana, foi divulgado na tarde desta terça-feira (9/6). Dinamarqueses se mostaram a favor de alteração constitucional para que possa ocorrer a subida de princesas ao trono, mesmo que tenham irmãos. A opinião pública contraria uma regra secular no país. No referendo, 78% dos eleitores da Dinamarca são a favor de princesas no poder. As informações são do Diário de Notícias, de Lisboa.

A atual soberana, Margarida II, subiu ao trono em 1972, o que só se tornou possível pelo fato de o pai, Frederico IX, não ter filhos homens. O herdeiro poderá ser sempre o filho primogênito, independentemente do sexo.

Apenas 11,6% dos eleitores votaram contra a alteração das regras. Os efeitos práticos de uma equiparação das mulheres aos homens só poderão ocorrer no caso de uma eventual bisneta de Margarida II, que tem um filho varão, o príncipe Frederico, de 41 anos, e o seu neto Cristiano, de três anos, como herdeiros diretos.

Revista Consultor Jurídico, 9 de junho de 2009, 18h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.