Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fase de incorporação

Sadia e Perdigão está dentro das regras do Cade

O presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Arthur Badin, afirmou que o processo de incorporação da Sadia pela Perdigão, anunciado em maio, está respeitando as diretrizes estabelecidas pelo Cade até que a negociação seja julgada definitivamente. Ainda não há data definida. A informação é da Agência Estado.

Nesta quarta-feira (29/7), a Brasil Foods (BRF), nova denominação da Perdigão, anunciou um aporte de R$ 950 milhões na Sadia como parte de um "adiantamento para futuro aumento de capital". "As empresas estão tomando medidas que já foram autorizadas pelo Cade. O Cade autorizou algumas medidas, sobretudo financeiras, que foram apontadas por elas como necessárias para a sua reorganização financeira", afirmou Badin, que participou da "Jornada de estudos de regulação, judicialização e independência", promovido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no centro do Rio.

Badin disse que o processo de incorporação da Sadia pela Perdigão está em fase de estudos pela Secretaria de Direito Econômico (SDE) e pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae) e que, somente após essa etapa, o Cade vai tomar sua decisão. De acordo com ele, os julgamentos do Cade têm sido concluídos no prazo médio de 48 dias após o recebimento do parecer da SDE e da Seae.

Revista Consultor Jurídico, 30 de julho de 2009, 12h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/08/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.