Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corrida eleitoral

Presidente do TSE defende uso da internet em campanha política

O ministro Carlos Britto, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, defendeu, na segunda-feira (27/10), a regulamentação do uso da internet como instrumento de campanha política. Para ele, é um tema sensível que demanda rápida definição. O ministro não descarta o estudo da liberação da internet para doações de campanhas eleitorais.

Britto afirma que é um mecanismo que dá transparência às doações eleitorais. “A internet facilitaria muito a transparência das coisas, mantido o atual sistema de financiamento privado, porque poderíamos criar mecanismos identificadores de quem faz o financiamento da campanha, quem está contribuindo, de que modo, em que quantia e para quem”, afirmou.

O ministro citou a lei eleitoral dos Estados Unidos como um exemplo a ser seguido. Lá, os candidatos podem receber doações pela internet.

Carlos Britto não poupou críticas ao atual sistema de financiamento de campanhas políticas. Segundo ele, o financiamento privado leva por conseqüência à formação de caixa dois. Ele admitiu que, apesar dos esforços do TSE de coibir a prática das doações irregulares, o caixa dois “é um adversário difícil e renitente”.

Revista Consultor Jurídico, 28 de outubro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.