Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Denúncia genérica

Juiz exclui 115 réus em ação de arresto de bens no caso Varig

O juiz da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Luiz Roberto Ayoub, excluiu os nomes de 115 dos 175 réus em processo movido pelo Ministério Público contra ex-administradores do Instituto Aerus de Seguridade Social e administradores da Varig, da Transbrasil e da Interbrasil Star. Segundo o juiz, o MP não trouxe uma descrição completa e detalhada dos fatos e não especificou a conduta de cada um dos réus. A ação, que pede o arresto dos bens dos acusados, vai prosseguir em relação a outras 60 pessoas.

“A análise de qualquer inicial impõe que nela se identifique, desde logo, a narração objetiva, individuada e precisa dos fatos, que além de estar concretamente vinculado ao comportamento de cada sujeito do processo, deve ser especificado e descrito, em todos os seus elementos estruturais e circunstanciais, pelo autor da ação”, escreveu o juiz em seu despacho.

Quanto aos demais, Ayoub ordenou o desmembramento do processo em tantos quantos forem necessários, limitando o número máximo de cinco réus em cada um deles.

Os ex-administradores do Aerus, que está em regime de intervenção, eram responsáveis pela administração dos Planos de benefícios I e II — Varig; dos Planos I e II — Transbrasil; pelo Plano de Benefícios II — Interbrasil e pelo Pecúlio por Perda do Certificado de Habilitação Técnica.

Na ação cautelar de arresto (2008.001.237961-4), o Ministério Público sustenta a existência de prejuízo causado à coletividade, por conta de condutas omissivas e, outras, contrárias à lei, que suspendeu o pagamento de benefícios e pensões de milhares de participantes e assistidos.

Segundo o MP, o inquérito instaurado, com cerca de nove mil folhas, demonstra a irregularidade na administração dos planos de benefício e pecúlio do fundo de previdência, resultando na sua insolvência crescente pela falta de aporte de contribuições das patrocinadoras. Além disso, são apontadas omissões no que diz respeito à cobrança d das contribuições, chegando a ultrapassar uma década sem que tenha havido qualquer medida judicial.

No dia 14 de agosto, o juiz Luiz Roberto Ayoub já havia negado pedido de liminar para tornar indisponíveis os bens dos acusados. Na ocasião, o juiz enfatizou que a ausência do detalhamento da conduta de cada um dos réus prejudicaria, inclusive, a defesa no processo. Ele determinou, então, que o MP emendasse a petição inicial, o que foi providenciado apenas parcialmente.

Revista Consultor Jurídico, 1 de outubro de 2008, 11h58

Comentários de leitores

19 comentários

E`pessoal,a varig manda no aerus,seus ex execut...

ghetti (Corretor de Imóveis)

E`pessoal,a varig manda no aerus,seus ex executivos são liquidantes do aerus,quem afundou o aerus? a varig( Fundação Rubem Berta ) quem deve milhoes ao aerus ? a varig , o dinheiro das debemtures pago pela gol a varig e liberado pelo juiz luis Ayub,e juiza marcia cunha ao aerus em fevereiro e só foi pago ao aerus e ex funcionarios da varig que entraram na justiça, ficou depositado mais de 4 meses numa conta do banco do brasil e os juros desses + de 4 meses quem ganhou ? ´SO O BANCO DO BRASIL? O AERUS JA RECEBEU 45 MILHOES DA VARIG E NÃO COMUNICOU AOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS E QUEM ESTA COM ESTA GRANA TODA NA MÃO? O LIQUIDANTE ,EX VARIG E TITULAR DO AERUS EO E O JUIZ DO SUPREMO GILMAR MENDES AMIGUINHO DO DANTAS PASSA ESSA NOVA RASTEIRA NOS APOSENTADOS E PENSIONISTA DO AERUS..........ESSE JUDICIARIO DEUS me livre.

Processo No 2008.002.28433 Segunda Instânc...

veritas (Outros)

Processo No 2008.002.28433 Segunda Instância - Autuado em 01/09/2008 Tipo : AGRAVO DE INSTRUMENTO Órgão Julgador : DECIMA QUARTA CAMARA CIVEL Relator : DES. NASCIMENTO POVOAS VAZ Agdo : ALEXANDRE ARNO KAISER Agdo : ALLEMANDER J PEREIRA FILHO Agdo : ANTONIO CARLOS SILVA Agdo : ANTONIO CELSO CIPRIANI Agdo : APOLO SEIXAS DOCA Agdo : ARTEMIDORO FERNANDES DA MOTTA Agdo : AURELIO VILAR PENELAS Agdo : CARLOS ROBERTO SCHULER Agdo : CELSO ANDRE KLAFKE Agdo : CELSO RODRIGUES DA COSTA Agdo : CLAUDIO BORGES DA FONSECA e outros Agte : MINISTERIO PUBLICO Origem : COMARCA DA CAPITAL 1 VARA EMPRESARIAL Ação : ACAO CAUTELAR DE ARRESTO Processo originário : 2008.001.237961-4 Fase atual : REMESSA PARA Número do Movimento : 12 Data da Remessa : 01/10/2008 Remetido para : COMARCA DA CAPITAL 1 VARA EMPRESARIAL Motivo da remessa : VISTA AO 1 GRAU FASE : REMESSA PARA Número do Movimento : 11 Data da Remessa : 30/09/2008 Remetido para : 1. V. EMPRESARIAL CAPITAL Motivo da remessa : VISTA MP 1.GRAU FASE : OBSERVACOES Número do Movimento : 10 Observacao : "...CONSIDERANDO O TEOR DA APRECIADA COMUNICACAO DE FL. 174, SUBSCRITA PELO DOUT O JULGADOR ORIGINARIO, PELO QUAL INFORMA TER EXERCIDO O JUIZO DE RETRATACAO NO Q UE CONCERNE A QUESTAO DA COMPETENCIA TENHO COMO PREJUDICADO O CORRENTE RECURSO NESSA PARTE, DEVENDO SUBSISTIR APENAS QUANTO A MATERIA REMANESCENTE, OU SEJA, RELATIVAMENTE A LEGALIDADE, CONVENIENCIA E PORTUNIDADE DE SE REFORMAR O R. PROVIMENTO jUDICIAL PARA EVENTUAL DEFERIMENTO LIMINAR DO ARRESTO DOS

Processo No 2008.002.31170 TJ/RJ - QUA 1 O...

veritas (Outros)

Processo No 2008.002.31170 TJ/RJ - QUA 1 OUT 2008 23:46:53 - Segunda Instância - Autuado em 22/09/2008 Tipo : AGRAVO DE INSTRUMENTO Órgão Julgador : DECIMA QUARTA CAMARA CIVEL Relator : DES. NASCIMENTO POVOAS VAZ Agdo : ALEXANDRE ARNO KAISER Agdo : ALLEMANDER J PEREIRA FILHO Agdo : ANTONIO CARLOS SILVA Agdo : ANTONIO CELSO CIPRIANI Agdo : APOLO SEIXAS DOCA Agdo : ARTEMIDORO FERNANDES DA MOTTA Agdo : AURELIO VILAR PENELAS Agdo : CARLOS ROBERTO SCHULER Agdo : CELSO ANDRE KLAFKE Agdo : CELSO RODRIGUES DA COSTA Agdo : CLAUDIO BORGES DA FONSECA e outros Agte : MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Origem : COMARCA DA CAPITAL 1 VARA EMPRESARIAL Ação : CAUTELAR Processo originário : 2008.001.237961-4 Fase atual : BAIXA PROCESSO A ORIGEM Número do Movimento : 5 Data da Remessa : 01/10/2008 Motivo (Tabela) : DILIGENCIA FASE : REMESSA PARA Número do Movimento : 4 Data da Remessa : 30/09/2008 Remetido para : DIPRO Motivo Tabelado : BAIXA DILIGENCIA Observacao : VISTA AO MP 1. GRAU FASE : CONCLUSAO AO RELATOR Número do Movimento : 3 Data da Remessa : 23/09/2008 Data da Devolucao : 29/09/2008 Despacho : "CONSIDERANDO O TEOR DO REQUERIMENTO DE VISYA DOS AUTOS DO AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 28433, FORMULADO AS FLS. 178 DOS MESMOS, PELO AQUI TAMBEM AGRAVANTE O M.P.,E TENDO EM VISTA QUE JA FOI ELE DEFERIDO PELO DESPACHO DE FLS.182 ALI PROLATADO NFORME O ORA IGUALMENTE RECORRENTE SE JA ATENDEU A R. DECISAO DO JUIZO ORIGINARIO EM APRECO."

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.