Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vagas corretas

Catho afirma que TAC foi motivado por acusação falsa

O site de agenciamento de empregos Catho Online enviou à Consultor Jurídico, nesta quinta-feira (06/11), uma nota em que afirma que, ao contrário do que informou o Ministério Público Federal, o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado não aconteceu devido a irregularidades constatadas em seu banco de vagas, mas sim para evitar problemas futuros.

Na quarta-feira (5/11), o MPF informou que a empresa estaria duplicando as vagas oferecidas no site, o que gerou um procedimento administrativo dos procuradores federais. Segundo a nota da Catho, porém, o MPF reconheceu a improcedência da acusação e a inexistência de indícios da intenção de lesar os consumidores.

A Catho esclarece que o procedimento se deu por causa de uma acusação falsa feita por um ex-empregado do site. O TAC assinado prevê alterações na página eletrônica, atualizando o script de cálculo das vagas existentes.

Clique aqui para ler o TAC.

Revista Consultor Jurídico, 7 de novembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.