Consultor Jurídico

Incentivo fiscal

Curitiba reduz ISS de 5% para 3% para corretoras de seguro

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou, em primeiro turno, um projeto de lei complementar que reduz o Imposto Sobre Serviços (ISS), de 5% para 3%, para empresas corretoras de seguros. O prefeito da cidade ainda precisa sancionar a decisão da Câmara.

No entanto, como o projeto foi proposto pelo prefeito em parceria com o Sindicato de Corretores de Seguros do Paraná (Sincor), a medida deve entrar em vigor. O projeto foi aprovado, na terça-feira (18/3), com 25 votos contra quatro, e é válida por um período de dois anos.

“A alíquota de 5% tem provocado êxodo de corretoras de seguros para cidades limítrofes. A diferença tributária, além de provocar a evasão de receitas do município, dificulta a concorrência das sociedades instaladas em Curitiba, prejudicadas nas negociações comerciais por suportarem carga tributária mais elevada”, justificou o prefeito Beto Richa (PSDB).

O projeto prevê que o prazo do benefício às corretoras pode ser prorrogado por mais um ano, se a arrecadação do imposto — sobre os serviços de agenciamento, corretagem ou intermediação de seguros — no exercício de 2009, superar os valores recolhidos em 2007.

Se aplicada, a medida de diminuição no ISS representará uma diminuição de R$ 2,8 milhões na arrecadação deste ano. Mas, segundo o prefeito, o “retorno dos prestadores de serviço estabelecidos em outros locais, o maior controle das informações a serem prestadas pelas seguradoras” será mais vantajoso. As informações são da Câmara Municipal de Curitiba.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 20 de março de 2008, 0h01

Comentários de leitores

1 comentário

Nem parece incentivo fiscal, mas, desdobramento...

Embira (Advogado Autônomo - Civil)

Nem parece incentivo fiscal, mas, desdobramento da guerra fiscal. Penso que as maiores corretoras de seguro são ligadas a bancos. Será que o ISS e suas alíquotas diferenciadas não vai entrar na reforma tributária?

Comentários encerrados em 28/03/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.