Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Roupa nova

Perucas e antigas togas de juízes britânicos serão aposentadas

Os magistrados da Inglaterra e do País de Gales não usarão mais, a partir de outubro, as perucas brancas feitas com crina de cavalo e as antiquadas togas que vestem desde o século XVIII. Mas nem todos dispensarão a vestimenta. Os juízes criminais continuarão com a peruca.

O responsável pela mudança é lorde Nicholas Phillips, o mais alto magistrado nos tribunais da Inglaterra e do País de Gales. Para ele, as antigas togas e as perucas não combinam com os tempos atuais. A nova toga foi desenhada pela estilista britânica Betty Jackson. A informação é da agência AFP.

A beca continua a ser da cor preta, mas é mais estilosa e moderna. A vestimenta tem logo abaixo do pescoço duas faixas verticais de diferentes cores que indicam a hierarquia do juiz.

A editora de moda do jornal The Guardian, Hadley Freeman, disse que a nova toga deixa os juízes com cara de "pregadores malvados" e personagens do espaço. “Olhem para este pobre homem, em vez de parecer majestoso, o mais alto magistrado, lorde Phillips, se parece ao homem que vende ingressos para a ‘Experiência Star Trek’, no hotel Ceasar’s Palace em Las Vegas", opinou Freeman.

Uma pesquisa feita em 2003 indicou que mais de dois terços dos entrevistados queriam eliminar a peruca em casos civis, enquanto a maioria afirmou que em julgamentos criminais os juízes deveriam continuar a usá-las.

Revista Consultor Jurídico, 18 de maio de 2008, 16h58

Comentários de leitores

8 comentários

medida acertada no tempo. acredito que para...

Zinaldo Costa Ferreira (Advogado Autônomo)

medida acertada no tempo. acredito que para advogados que militam debaixo da linha do equador, africa, zonas aridas deveria ser banido o proprio terno. Isso é pura enfadonho. Aqui em Barcarena(Norte do Brasil) , quando transito com terno fica impossivel, usa-lo, devido o sol apino. Cisa ridicula. Certo modismo ja chegou ao final de seu tempo. É claro sempre respeitado a vestima digna.

Não, absolutamente, não. Na verdade, as pessoas...

Republicano (Professor)

Não, absolutamente, não. Na verdade, as pessoas querem a formalidade, a vestimenta, o mito, o resto é bobagem. Imagine um padre sem suas vestes de formalidade, ou mesmo um pastor de camiseta? Esse negócio de que tal não faz diferença e o que importa é a "capacidade" e inteligência é lorota de quem, na certa, gostaria de envergar a toga de julgador.

Gosto muito de usar beca no Tribunal do Júri, m...

Paulo Henrique M. de Oliveira - Criminalista (Advogado Autônomo - Criminal)

Gosto muito de usar beca no Tribunal do Júri, mas não posso deixar de dar razão a quem a considera excessivamente formal e, pior, reveladora da intenção de seu usuário de pensar-se acima dos outros. Ademais, como também se comentou aqui, o nosso clima sugere vestimentas mais leves, conquanto igualmente respeitosas. PAULO HENRIQUE MARTINS DE OLIVEIRA OAB/SP-78.747

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.