Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Arco de fogo

Amazônia reduz desmatamento em 80% após operação da PF

Por 

A Amazônia sofreu uma redução de desmatamento de 80% no mês de março, em comparação a fevereiro, período em que foi desencadeada a Operação Arco de Fogo, da Polícia Federal. O dado é do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, baseado nos levantamentos no Sistema de Detecção em Tempo Real (Deter). A PF divulgou a informação nesta quarta-feira (7/5).

Segundo a PF, desde o início da operação, que se concentra nos Estados do Pará, Mato Grosso e Rondônia, estes são os primeiros dados a respeito da diminuição do desmatamento. “A maior queda ocorreu em Mato Grosso, que obteve 82,4% de redução no índice de devastação de novas áreas dentro do bioma”, explica a PF.

Até esta quarta-feira, foram apreendidos 15.500 metros cúbicos de madeira – o correspondente a cerca de 4.000 caminhões; 19 motosserras; 10 armas e 95 veículos. Foram instaurados 124 procedimentos apuratórios, presas 86 pessoas e destruídos 830 fornos.

A operação continua nas madeireiras, mas será ampliada para a verificação dos planos de manejo das propriedades rurais das regiões. Também haverá um incremento nas ações de apuração e repressão tanto do desmatamento quanto dos crimes correlatos, com ações similares a que ocorreu em Mato Grosso, onde foram presas 67 pessoas acusadas de favorecer a retirada e o transporte ilegal de madeira.

Segundo o coordenador nacional da Operação Arco de Fogo, delegado Álvaro Palharini, estão sendo realizados todos os esforços para a liberação dos recursos necessários para a implantação da segunda fase da operação, em que serão instaladas 9 bases terrestres e 1 fluvial, nas vias de acesso à floresta. “Serão 24 horas de trabalho, com 100% de fiscalização dos caminhões. Paralelamente a isso, as equipes estarão no entorno, investigando todos os crimes correlatos”, afirma Palharini.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 7 de maio de 2008, 14h49

Comentários de leitores

4 comentários

Informo que o texto foi obtido junto a assessor...

O-A-S (Outros - Ambiental)

Informo que o texto foi obtido junto a assessoria de comunicação do Ibama, repesentando a posição oficial daquele órgão a respeito da matéria, que também foi divulgada no Correio Brasiliense. Penso que é interessante verificar que desta operação não participa apenas a Policia Federal como dá a entender a matéria. abs

A respeito da nota Desmatamento cai 80% com PF,...

O-A-S (Outros - Ambiental)

A respeito da nota Desmatamento cai 80% com PF, com os dados de multas e apreensões realizadas na operação Arco de Fogo. Explicando:embora a Arco de Fogo seja uma operação de iniciativa da PF, o Ibama tem participação imprescindível nela. Mobilizamos um efetivo considerável de fiscais, veículos e aeronaves do Instituto. São os fiscais do Ibama que analisam toda a documentação da empresa/fazenda vistoriada. Medimos tora por tora, tábua por tábua para conferir o estoque da madeireira. Em casos de irregularidades, autuamos, apreendemos e embargamos. Nosso centro de sensoriamento remoto trabalha as imagens do INPE para que o fiscal as leve numa folha A4 para o campo. A partir do procedimento administrativo dos fiscais do Ibama é que a PF lavra os TCOs e abre os inquéritos. Ressalto a importância do trabalho conjunto Ibama e PF, pois agiliza a responsabilização criminal do infrator. fim.

Nota do Ibama A respeito: texto 1 .. Além da...

O-A-S (Outros - Ambiental)

Nota do Ibama A respeito: texto 1 .. Além da Arco de Fogo, o Ibama participa da Guardiões da Amazônia, uma campanha lançada pela Diretoria de Proteção Ambiental do Ibama durante encontro dos chefes de fiscalização de todo o país, que se reuniram no início de fevereiro deste ano, em Belém, PA, para apresentar estratégias de integração dos planejamentos das operações de fiscalização do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento da Amazônia Legal (PPCDAM), instituído desde 2004 por 13 ministérios. Sendo assim, só neste primeiro semestre, temos planejadas mais de 200 operações da Guardiões da Amazônia nos estados de origem de extração ilegal de madeira e nos estadpos consumidores, muitas delas já deflagradas (no site do Ibama você poderá ler notas sobre essas operações). Continua ...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 15/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.