Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Quase universitária

Juiz garante na faculdade aluna que não terminou segundo grau

Por 

Estudante que tiver conhecimentos suficientes, mesmo sem ter concluído o ensino médio, poderá cursar o ensino superior. A decisão foi do juiz Sérgio Mendonça de Araújo, da 12ª Vara Cível de Goiânia, que permitiu que Natália Bianchini de Souza fizesse a matrícula no curso de educação física da Universidade Católica de Goiás (UCG).

Natália foi aprovada no vestibular para o curso de educação física da UCG, mas foi impedida de fazer a matrícula, pois exigiram a apresentação do comprovante de conclusão do ensino médio. Natália só concluiu o primeiro ano. Ela tinha prazo até 13 de dezembro para se matricular. Com pouco tempo para resolver a situação, entrou com uma liminar para autorizá-la a efetivar a matrícula.

O juiz Araújo entendeu que Natália “possui aptidão e nível de conhecimento suficiente para fazer o curso para qual foi aprovada, o que torna verossímil a pretensão ora intentada”. Argumentou também que ela poderá conciliar as aulas do colégio com o curso de educação física.

Ressaltou que a UCG não irá sofrer dano nenhum com a efetivação da matrícula, ja que ela poderá ser cancelada caso seja julgada em improcedente em outras instâncias até a decisão inicial.

Processo: 20.085.866.161

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 18 de dezembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

13 comentários

Como é triste e pobre a visão de certo doutos d...

José Brenand (Outros)

Como é triste e pobre a visão de certo doutos de nossa "sociedade tupiniquim", será que esses sapiens senhores, não sabem, que diplomas também se compram, e que o mesmo, comprado ou não, não faz o homem.

Senhor Zerlottini, certamente V.Excia., não sab...

José Brenand (Outros)

Senhor Zerlottini, certamente V.Excia., não sabe, que não é o diploma que faz o homem, porem esse é quem faz o diploma; logo o nobre e literário cavalheiro, deveria deixar de ser preconceituoso, porque teu preconceito revela ser o nobre "cristão", pobre de espírito. José Brennand

Parabéns ao juiz... Nem sempre um certificado d...

silvagv (Outro)

Parabéns ao juiz... Nem sempre um certificado de conclusão de curso expressa que aquela pessoa está apta a passar para a etapa seguinte do curso ou exercer alguma profissão. E a falta dele também não prova que a pessoa é incapaz. Papel aceita tudo. Tem muito advogado, jornalista, médico, etc que sequer sabe escrever direito e está exercendo a profissão.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/12/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.