Consultor Jurídico

Manifestação partidária

Rádio é multada por fazer propaganda contra Roseana Sarney

A Rádio e Televisão do Vale do Farinha, no Maranhão, não conseguiu derrubar multa de R$ 48 mil por fazer propaganda eleitoral contra a senadora Roseana Sarney (PMDB) quando ela era candidata ao governo do Maranhão em 2006. A decisão é do ministro Ari Pargendler, do Tribunal Superior Eleitoral, que negou recurso da rádio. Ela terá ainda sua programação suspensa por 48 horas.

O Tribunal Regional Eleitoral do MA havia julgado parcialmente procedente a representação da coligação Maranhão: a Força do Povo contra a rádio por propaganda contra Roseana e favorável ao candidato Jackson Lago (PDT), que foi eleito.

Para os juízes do TRE, a rádio extrapolou “a livre manifestação de pensamento” ao se posicionar sobre o segundo turno das eleições”. No entanto, o tribunal não concedeu direito de resposta a Roseana.

No TSE, o ministro Ari Pargendler manteve a decisão. “A responsabilidade dos veículos de comunicação social, televisão e rádio é objetiva quanto aos atos praticados em seus programas, vez que se tratam de serviços explorados em regime de concessão pública, conforme amplamente já decidido por esta corte, sendo irrelevante se a propaganda foi realizada por radialista, pela emissora ou por entrevistado”, anotou.

O ministro também manteve a decisão de não conceder direito de resposta por não ter havido ofensas, mas apenas críticas.

Respe 27.924




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 27 de agosto de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

A rádio deve ter noticiado a enorme soma abisco...

allmirante (Advogado Autônomo)

A rádio deve ter noticiado a enorme soma abiscoitada pela filha do impostor, na flagrante corrupção levada ao ar por todas as TVs. Este tse está semeando a discórdia e a revolta.

Comentários encerrados em 04/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.