Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inconfidência Mineira

TJ mineiro expõe sentença de condenação de Tiradentes

Em homenagem a Tiradentes, o maior símbolo e personalidade da Inconfidência Mineira, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais vai expor a sua certidão de batismo, a sentença de condenação e o primeiro Minas Gerais, órgão oficial do estado, publicado no centenário de sua morte, em 21 de abril de 1892. A exposição dos raros documentos vai até sexta-feira (11/4).

Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, por participar intensamente de um movimento que pregava a independência da colônia em relação a Portugal, foi preso em 1789 e condenado à morte por enforcamento. Isso depois de um processo que durou três anos.

Toda a história e os bastidores do julgamento de Tiradentes foram retratados na obra O Processo de Tiradentes (clique aqui para comprar o livro), de autoria dos processualistas Ricardo Tosto e Paulo Guilherme Mendonça Lopes. O resgate histórico passeia pelo cenário da época e faz revelações curiosas sobre os autos da devassa contra o alferes Joaquim José da Silva Xavier e seus colegas da Inconfidência Mineira.

Trata-se de material a que poucos têm acesso. Em 1971, a Imprensa Oficial mineira publicou a íntegra dos autos em estado bruto, uma pesada coleção de 10 volumes, só acessível para estudiosos. Nesta nova versão inédita, a contextualização dos fatos e o estudo que foi feito a respeito do processo de Tiradentes.

A história mostra que em pelo menos um ponto a Justiça não mudou muito. Tiradentes, o único condenado à morte, era o único dos acusados que não tinha posses.

A independência do Brasil, sonhada pelos inconfidentes, só ocorreria 30 anos depois da revolta de 1789, pelas mãos de Dom Pedro I, neto de Dona Maria I, a Louca, a rainha portuguesa que assinou a sentença de morte de Tiradentes.

A obra é uma publicação da ConJur Editorial e teve o patrocínio do governo de Minas Gerais, Cemig e TBE.

Revista Consultor Jurídico, 9 de abril de 2008, 19h37

Comentários de leitores

4 comentários

Brincadeiras a parte. Como Tiradentes, o maior ...

Ezac (Médico)

Brincadeiras a parte. Como Tiradentes, o maior lutador contra as EXTORSÕES da corte de Portugal pode ser Heroí em um pais que cobra impostos suecos e fornece serviços africanos? Como pode ser HEROI de um país onde tudo pode e ninguém assume nada?

Tiradentes, heroi da minha terra, foi um otário...

Ezac (Médico)

Tiradentes, heroi da minha terra, foi um otário. Deveria ter dito que não sabia de nada e teria escapado...

É muito comum avistarmos com jovens brasileiros...

Giovannetti (Advogado Autônomo)

É muito comum avistarmos com jovens brasileiros trajando camisetas com a imagem de Tche Guevara no peito. Dizem que foi herói. Pra mim e para o meu Pais acho que ele nunca fez nada.Acho não, tenho certeza. Está na hora de incentivar o jovem brasileiro a estampar em seu peito a imagem de Tiradentes.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 17/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.