Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

FGV abre inscrição para seleção de professores de Direito

Por 

A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas está com inscrições abertas para a seleção de novos professores. As áreas de atuação são: Direito dos Negócios e Desenvolvimento (dedicação integral); Instituições, Direito e Desenvolvimento (dedicação parcial) e Direito Tributário (dedicação parcial).

O salário mensal inicial de professor efetivo em regime de dedicação integral e exclusiva ao ensino e à pesquisa na Escola é de R$ 8.420,77. Já para as funções de professor, em regime de tempo parcial e dedicação de doze horas semanais, o salário mensal é de R$ 4 mil.

As inscrições vão até o dia 31 de outubro e só podem ser feitas pelo e-mail: csp.direitogv@fgv.br, identificadas com título “Processo Seletivo para Professor”. Outras informações podem ser obtidas pelo site http://www.direitogv.com.br, no item Processos Seletivos.

Brasil em destaque

A InBev, uma das maiores fabricantes de cerveja no mundo, escolheu a brasileira Tedesco Tecnologia para implementar uma ferramenta de integração e gerenciamento de departamentos jurídicos em todas as suas 32 filiais. A companhia, com sede na Bélgica, foi criada em 2004 através da fusão da Ambev e a belga Interbrew.

A solução chamada Tedesco Litigation Manager gerencia o contencioso, com acompanhamento de prazos, sentenças e pagamento de acordos, além da integração de todos os departamentos da empresa com o jurídico e financeiro. A ferramenta centraliza o histórico de todos os processos para facilitar a administração.

Recuperação da Vasp

O escritório Thiollier e Advogados foi contratado para cuidar dos interesses do controlador da Vasp, Wagner Canhedo, na recuperação judicial da companhia. O trabalho será coordenado pelo sócio Alexandre Thiollier.

Em 2005, o Departamento de Aviação Civil, à época responsável pela regulamentação e concessão do espaço aéreo nacional, determinou que a Vasp encerrasse as suas atividades devido à crítica situação financeira. A companhia voou por mais de 70 anos.

Há um ano, o juiz Alexandre Lazzarini, da 1ª Vara de Recuperações Judiciais e de Falências de São Paulo, homologou o plano de recuperação judicial da Vasp.

Brasil-China

A Companhia Vale do Rio Doce e o grupo siderúrgico chinês Baosteel Group Corporation fecharam parceria para a construção de uma usina de aço em Espírito Santo. Com capacidade para produção entre 3 a 10 milhões de toneladas anuais, a nova usina será implantada no futuro Pólo Industrial e de Serviços de Anchieta, que será construído pelo governo do estado.

A Baoesteel contratou a filial chinesa do escritório Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados para assessorar a parceria. A advogada Heloisa Bonciani Nader Di Cunto comandou os trabalhos. A Vale é hoje a maior produtora de minério de ferro e de ferro semi-processado e exportadora mundial de matéria-prima para a produção de aço. O Baosteel é o maior grupo siderúrgico da China, hoje maior importador de aço.

Brilho na Educação

O advogado Ives Gandra Martins venceu a 10ª Edição do Prêmio Professor Emérito 2007 — Troféu Guerreiro da Educação oferecido pelo CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) e o jornal O Estado de S. Paulo. Escolhido por uma comissão de reitores, educadores, empresários e integrantes do Conselho de Administração do CIEE, Ives recebeu o troféu na segunda-feira (15/10).

O tributarista venceu o prêmio por sua atuação, durante 12 anos, como professor de Direito Econômico e Constitucional da Universidade Mackenzie, em São Paulo.

Reforço jurídico

O escritório Rayes, Fagundes e Oliveira Ramos Advogados acaba de contratar a advogada Tânia Callado Borges. Ela vai desenvolver a área de relações institucionais do escritório. Tânia é formada pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco e fez mestrado na área de integração da América Latina pela mesma universidade.

Conhece os segmentos de negociações comerciais internacionais e relações institucionais através da experiência que passou no escritório norte-americano White & Case LLP e associação de indústrias Eletros.

Sede própria

Este mês, a Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo (Fadesp) inaugurou uma sede própria. A administração fica agora na rua da Glória, 98, no bairro da Liberdade. Desde 1998, a entidade atua em defesa da classe. O site da Fadesp traz mais informações.

Penhora online

A Amcham no Rio de Janeiro promove o seminário Penhora On Line — Considerações sobre a Regulamentação no Direito Brasileiro, no dia 22 de outubro no American Bussiness Center. O objetivo do encontro é debater as conseqüências da penhora online, seus desdobramentos e os limites para execução judicial.

O advogado Sólon Cunha, sócio do escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice, será um dos palestrantes. Ele vai debater os limites da execução e seu respaldo legal. As inscrições podem ser feitas pelo site da Amcham Rio.




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de outubro de 2007, 10h59

Comentários de leitores

2 comentários

Todas as opiniões devem ser respeitadas, mas a ...

dezonline (Investigador)

Todas as opiniões devem ser respeitadas, mas a sua, caro Dijalma, parece-me a de alguém que guarda laços estreitos com aquele pessoalzinho intelectualóide que defende ferrenhamente os "Direitos Humanos" em detrimento dos humanos direitos. Por que ao invés de emitir comentários caluniosos contra os policiais, não procura informar-se melhor sobre a vida cotidiana no RJ ? Sobre o verdadeiro afronte ao Estado e à cidadania promovido por estas bestas humanas que infestam os morros e favelas cariocas?

" Tiros em Colombine Em contra-ponto: gente,...

Dijalma Lacerda (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

" Tiros em Colombine Em contra-ponto: gente, parece ter sido assassinato o que aquele pessoal do helicóptero da polícia do Rio de Janeiro fez, ontem, para os dois rapazes que fugiam, nos arredores da Favela da Coréia. Os rapazes, sem camisa, e ao que pude ver desarmados, corriam, fugiam, caiam, levantavam, e enquanto os policiais do helicóptero não os viram mortos não pararam de atirar. Foram, tranqüilamente, mais de trinta tiros. Na primeira aparição na Globo, ontem, houve apenas a narrativa dos fatos e as imagens. Hoje, a Globo veio com uma novidade que não havia sido dita ontem, qual seja a de que os rapazes haviam atirado no helicótero. Parece ter sido assassinato sim, e o fato merece maior análise das nossas autoridades. Há que se fazer detida e isenta perícia nas imagens (o Dr. Molina, da Unicamp é excelente nisso), nos mortos (para ver se possuem resíduos de pólvora nas mãos), levantamento de local para ver se localizam alguma arma que poderia estar sendo portada pelos rapazes, no helicóptero para ver se possui sinais de ter sido alvejado, balística em projéteis no helicóptero para ver se combinam com eventuais armas se forem encontradas. Eu mesmo, analisando (ainda que rapidamente) as imagens, tive uma primeira impressão de que havia visto fumaça perto dos rapazes, que poderia vir de disparos vindos de armas portadas por eles. Depois, melhor firmando a vista, me pareceu que era dos disparos do helicóptero, que riconheteavam no chão e nas pedras. Fica aqui, por ora, o registro de um brasileiro. Vamos ver o que dirão nossas autoridades. Um povo que exige a punição dos policiais ingleses que atiraram no brasileiro desarmado, não pode concordar com uma coisa dessas. Dijalma Lacerda."

Comentários encerrados em 27/10/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.