Consultor Jurídico

Tráfico de influência

Justiça de Israel abre investigação contra primeiro-ministro

A Justiça israelense ordenou neste domingo (14/10) a abertura de uma investigação criminal contra o primeiro-ministro do país, Ehud Olmert, suspeito de tráfico de influência em um escândalo financeiro. A informação é da agência AFP.

O procurador-geral do Estado de Israel, Menachem Mazuz, pediu que a polícia investigue as suspeitas de que Olmert teria favorecido investidores e nomeado amigos quando era ministro da Indústria e Comércio. A decisão, que envolve fatos ocorridos em 2005 e 2006, não obriga legalmente Olmert a renunciar.

A primeira investigação analisaria as supostas nomeações irregulares ordenadas por Olmert na Autoridade de Pequenas e Médias Empresas, quando dirigia o ministério durante o governo de Ariel Sharon.

A segunda, também referente ao período em que dirigiu o Ministério, seria sobre a possível ajuda que ofereceu a um ex-companheiro de negócios para obter créditos de um fundo de investimentos.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2007, 16h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/10/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.