Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Infiel na berlinda

PPS também pede mandato de deputado federal mudou de partido

Mais um partido entrou com pedido no Tribunal Superior Eleitoral para reaver o mandato de um deputado que saiu da legenda. Desta vez, foi o PPS que pediu a cassação do deputado federal Geraldo Resende (MS). A Petição, ajuizada nesta quarta-feira (7/11), relata que o deputado se desligou do partido e ingressou no PMDB após o dia 27 de março de 2007.

Na terça-feira (6/11), o DEM também pediu de volta os mandatos de Gervásio José da Silva (PSDB-SC), Walter Correia de Brito Neto (PRB-PB) e Jusmari Terezinha de Souza Oliveira (PR-BA).

Os pedidos têm por base a resolução do TSE, que surgiu por força de decisão do Supremo Tribunal Federal que estabeleceu como marco da fidelidade partidário o dia 27 de março. Foi neste dia que o TSE definiu que os mandatos proporcionais são dos partidos e não dos eleitos.

Petição do PPS

Na petição, o PPS diz que Resende deixou o partido no dia 12 de julho de 2007, sem justa causa. O documento mostra que ele já foi membro do diretório nacional, presidente do diretório regional de Mato Grosso do Sul e ocupou cargos na mesa diretora da Câmara dos Deputados.

O presidente do PPS Roberto Freire diz que “diante de todo esse prestígio que o parlamentar ostentava nos quadros do PPS, jamais poderia vislumbrar a mais tênue perseguição política”.

O partido pede que a Câmara dos Deputados convoque a suplente Mara Eulália Carrara da Silva (PPS-MS) para tomar posse do mandato.

Petição 2.759

Revista Consultor Jurídico, 7 de novembro de 2007, 21h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/11/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.