Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fidelidade em xeque

TSE julga se é infiel quem troca de partido dentro de coligação

O Tribunal Superior Eleitoral vai responder se deputado federal ou estadual que ingressar em outro partido da mesma coligação também perde mandato. A dúvida foi formulada pelo secretário da Câmara Federal, deputado Ciro Nogueira (PP-PI), sobre entendimento anterior do Tribunal que estabeleceu que os mandatos são dos partidos ou coligações e não dos parlamentares. O relator do pedido é o ministro José Delgado.

O ministro Carlos Ayres Britto também examina pedido com o mesmo teor, do federal Celso Russomano (PP-SP).

A consulta que originou o entendimento do TSE sobre a quem pertence os mandatos foi feita pelo DEM (ex-PFL). Na apresentação do relatório sobre o caso, o ministro Cesar Asfor Rocha disse que dos 513 deputados federais eleitos em outubro, apenas 31 (6,04%) tiveram votos suficientes para se eleger. Todos os demais alcançaram o quociente eleitoral por meio dos votos dos partidos.

O Código Eleitoral estabelece que cabe ao TSE responder às consultas sobre matéria eleitoral, que lhe forem feitas, em tese, por autoridade com jurisdição federal ou órgão nacional de partido político. O procedimento não tem caráter vinculante, mas pode servir de suporte para a decisão do relator. Não há prazo para o Plenário responder às perguntas.

Mais dúvidas

Duas outras consultas relacionadas à titularidade do mandato eletivo estão para análise do TSE. Os questionamentos se referem à vaga obtida pelo sistema eleitoral majoritário e à troca de legenda motivada por mudança no “ideário partidário”. O ministro Carlos Ayres Britto é o relator.

CTA 1.423

CTA 1.424

Revista Consultor Jurídico, 26 de maio de 2007, 0h01

Comentários de leitores

1 comentário

É MUI RUIM !!! Traduzindo em miúdos : Se ...

A.G. Moreira (Consultor)

É MUI RUIM !!! Traduzindo em miúdos : Se a mulher trair o marido com um estranho é adultério, mas, se for com um "amigo" da família , não é nada demais !!! *** que suruba, tchê !!! ***

Comentários encerrados em 03/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.