Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Recibo em inglês

McDonald's é acionado em Pequim por causa de recibo em inglês

Por 

Um advogado de Pequim está processando a rede McDonald's chinesa porque os recibos de lanches entregues são todos em inglês. O advogado está incentivando consumidores chineses a tomarem a mesma atitude. As informações constam da edição, desta sexta-feira (27/7), do Diário Jovem de Pequim, uma publicação do Partido Comunista Chinês.

O advogado, identificado apenas pelo nome de Shan, argumenta que o uso do inglês em recibos, emitidos em território chinês, são “uma violação de direitos”. Segundo o jornal do PC, “quem oferece serviços na China e não emprega o chinês está violando o direito do consumidor ter informações e conhecimento”.

Shan diz que tomou a atitude depois de ter comido em dois McDonald's de Pequim, este ano, e ter recebido o mesmo tipo de recibo, em inglês. Mas o advogado só quer como ressarcimento “um pedido de desculpas” e 1 yuan, o que equivale a treze centavos de dólar.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 27 de julho de 2007, 15h04

Comentários de leitores

1 comentário

Louvável a atitude do advogado.Em vez de xenófo...

DEQUE (Consultor)

Louvável a atitude do advogado.Em vez de xenófoba é patriótica e perfeitamente compreensível. Exemplo: no Brasil "esse país", é grande o número de analfabetos funcionais no idioma pátrio que, no entanto, têm que lidar com manuais em inglês,têrmos corriqueuiros em inglês e outros idiomas, proferidos por poucos como forma de exibição de erudição. Resultado: ninguém se entende, somente poucos e entre si. Antes de se expressar em outro idioma(por exemplo:inglês)embora seja fundamental em uma economia globalizada, mister que haja cognição apurada do idioma pátrio. Mas também, o que se esperar de um país cujo mandatário maior parece ter vergonha de pronunciar o seu nome denominando-o de: "esse país"?

Comentários encerrados em 04/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.