Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rato que ruge

Aérea acusa União Européia de se negar arbitrar reclamação

Por 

A pequena companhia aérea Ryanair Holdings PLC, de Dublin, na Irlanda, anunciou nesta terça-feira (10/7) que vai às cortes internacionais processar a União Européia e as mais famosas empresas da aviação da Europa. A alegação é a de que está sendo prejudicada.

A Ryanair recebeu negativa das autoridades da União Européia, supostamente sob pressão de outras empresas, para comprar sua rival imediata Era Lingus, também da Irlanda. As informações são do site Findlaw.

A empresa diz que a União Européia se negou a arbitrar quatro reclamações feitas pela companhia desde 2005 contra gigantes da aviação como Lufthansa (Alemanha), Air France (França), Alitalia (Itália) e Olympic Airlines (Grécia).

A companhia acusa o governo francês de ter oferecido subsídios ilegais no valor de US$ 1,35 bilhão à Air France e que a Alemanha, por sua vez, estaria admitindo perder mais de US$ 50 milhões por ano por ter construído um terminal exclusivo para a Lufthansa.

A Ryanair também acusa o governo italiano “de injetar bilhões na Alitalia, quando se sabe que a empresa será posta a venda logo”.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2007, 15h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.