Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Governo do Maranhão

Roseana recorre contra diplomação de governador do Maranhão

A coligação Maranhão - A Força do Povo (PFL-PMDB-PTB-PV), que apoiou a senadora Roseana Sarney (PFL-MA) nas eleições de 2006, entrou com um recurso contra a diplomação do governador Jackson Lago (PDT) e seu vice, Luís Carlos Porto, eleitos pela coligação Frente de Libertação do Maranhão (PDT-PPS-PAN). O pedido foi entregue ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, que repassou a ação ao Tribunal Superior Eleitoral. O processo, de 15 volumes, será analisado pelo ministro Carlos Ayres Britto.

A coligação relaciona uma série de infrações, que teriam sido cometidas pela campanha com a ajuda do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB). Segundo a coligação, o governo fez supostas doações irregulares de cestas básicas e kits salva-vidas para moradores da Baía de São Marcos, no município de São José do Ribamar.

Segundo o processo, uma associação de moradores do Grajaú teria recebido ainda R$ 700 mil em convênio assinado em maio, mas com recursos liberados somente durante no período eleitoral, em julho e agosto.

Roseana Sarney também cita uma suposta apreensão de R$ 17 mil, pela Polícia Federal, em Imperatriz, valor que teria sido utilizado para a compra de votos. Afirma ainda que houve distribuição de combustível e material de construção.

A coligação derrotada acusa a existência de uma “indústria de contratos e convênios criminosos”, dirigida pelo ex-governador para a “compra de votos e consciências”. A suposta indústria teria influenciado Jackson Lago, que viu no apoio de Tavares a “chance de obter êxito em seu projeto pessoal” de governar o Maranhão.

As acusações são de abuso de autoridade e de poder econômico para compra de votos, o que vai contra a Lei Complementar 64/90 (Lei de Inelegibilidades) e o artigo 41-A da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições).

RCED 671 />

Revista Consultor Jurídico, 29 de janeiro de 2007, 18h16

Comentários de leitores

4 comentários

Por longo periodo fui fã da Sra. ROSEANA SARNEY...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Por longo periodo fui fã da Sra. ROSEANA SARNEY, por entender que ela estava fazendo coisas diferente do pai e colocando o estado do maranhão no contexto nacional, porém, em 2005 tive oportunidade de estar naquele estado e conheci a realidade da população daquele estado que vive na mais absoluta miséria e sem qualquer assistencia tanto do governo estadual como federal, além do que se trata do estado mais pobre e ignorante da nação, motivado pelo descaso da familia SARNEY que usufrui dessa ignorancia e pobresa, razão porque, devemos banir políticos dessa natureza do nosso convívio.

A 'rainha' do estado mais miserável do país dev...

jorgecarrero (Administrador)

A 'rainha' do estado mais miserável do país deve andar inconsolável. A sua moeda eleitoral, a pobreza, anda de lado para outros cantos. A dinastia sarney é um dos grandes males do Brasil. São do PMDB, PFL, PV e copulam com o pt. Estão em todas! Não se pode esquecer que o maior período inflacionário brasileiro e os grandes casos de corrupção e de lambança administrativa aconteceram na época e gestão do 'imortal' sarney - somente desbancado pelo governo mula e pelos peteiros. O Maranhão é um estorvo para o Brasil e para os brasileiros. O Maranhão precisa de oxigênio puro para respirar e se tornar um ente federativo digno, ético e de valor.

É dificil largar o osso. Imagine se ressuscita...

Bira (Industrial)

É dificil largar o osso. Imagine se ressuscitam o caso Lunus.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 06/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.