Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Desejo maternal

Mãe quer que Anna Nicole Smith seja enterrada no Texas

Virgie Arthur, mãe da atriz pornô norte-americana Anna Nicole Smith, quer que ela seja enterrada no Texas, sua cidade natal. Ela ajuizou na Quarta Corte de Apelações de West Palm Beach, na Flórida, na segunda-feira (26/2), ação para tentar reformar a decisão do juiz Larry Seidlin. Ele ordenou que ela fosse enterrada nas Bahamas ao lado do filho que morreu. Este é o mais novo capítulo da saga jurídica que envolve a morte da atriz. As informações são do site Findlaw.

A ex-modelo morreu no dia 8 de fevereiro, mas ainda não foi enterrada porque tramitam ações judiciais em torno da paternidade de sua filha de 5 meses, chamada Dannielynn Smith.

De acordo com o juiz, o corpo deve ser entregue aos responsáveis pela guarda de sua filha. No testamento, Anna não fez referência sobre onde gostaria de ser sepultada.

A atriz morreu aos 39 anos depois de ter desmaiado dentro de um quarto de hotel, em Miami. As reais circunstâncias de sua morte ainda são investigadas pela polícia norte-americana.

Anna se casou aos 26 anos com um bilionário do petróleo, J. Howard Marshall II, em 1994, quando ele estava com 89 anos. O empresário morreu menos de um ano depois do casamento. Seu filho travou com Anna uma batalha pela herança.

A herança de Marshall era de US$ 1,6 bilhão. Durante o casamento, ela conseguiu abocanhar dele US$ 6,6 milhões em presentes, duas casas, US$ 2,8 milhões em jóias e US$ 700 mil em roupas.

A advogada da mãe da atriz, Roberta G. Mandel, escreveu na ação ajuizada na segunda-feira que “caso ela seja enterrada nas Bahamas sua mãe terá uma grande inconveniência, porque irá gastar muito dinheiro com passagens aéreas, até para poder botar flores na tumba da filha”.

Roberta G. Mandel é taxativa quanto às intenções da mãe. “Ela quer levar o caso à Suprema Corte dos EUA, caso seja necessário”.

Revista Consultor Jurídico, 27 de fevereiro de 2007, 16h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/03/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.