Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Uso de medicamento

Juiz barra publicação de documentos no New York Times

Por 

Um juiz de Nova York barrou a divulgação de documentos confidenciais sobre o medicamento Zyprexa. Os documentos vinham sendo publicados, desde 2006, em reportagens investigativas do jornal The New York Times. As informações são do site Findlaw.

O medicamento tem seu nome relacionado a problemas. A companhia farmacêutica Eli Lilly anunciou, em janeiro, ter feito acordos judiciais com 18 mil pacientes que alegaram ter contraído diabetes com a ingestão do remédio — um antipsicótico receitado a quem sofre de esquizofrenia.

A empresa já havia feito acordos em cerca de oito mil ações, no valor de US$ 700 milhões, em 2005. Em 2006, os custos de litigâncias foram inferiores a US$ 500 milhões.

A justiça americana ficou do lado da Eli Lilly desta vez. O juiz Jack B. Weinstein decidiu que o repórter do NYT, Alex Berenson, “conspirou com o advogado James Gottstein para obter e distribuir ilegalmente documentos internos da companhia Eli Lilly”. Segundo o juiz, a conduta do repórter é “repreensível”.

As reportagens de Alex Berenson afirmaram que a companhia Eli Lilly menosprezou os riscos do uso da droga e a anunciou publicamente para usos não recomendáveis.

Diane McNulty, porta-voz do NYT, diz que as reportagens publicadas foram “corretas e confiáveis” e lamenta que a justiça tenha julgado o caso dessa forma.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 15 de fevereiro de 2007, 18h17

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.