Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vítimas da cratera

Metrô de São Paulo fecha acordo com vítimas de acidente

Sete acordos entre moradores desalojados pelo acidente nas obras do Metrô de São Paulo, o Consórcio Via Amarela, a seguradora Unibanco e o Metrô foram assinados nesta quinta-feira (8/2). Os acordos prevêem reparações por danos materiais e morais, mas os valores não foram divulgados.

Estavam marcadas nove audiências para esta quinta. Não houve acordo em uma delas e o morador não compareceu a outra.

As audiências ocorreram na Secretaria da Justiça com a presença de um mediador. Os moradores são representados pela Defensoria Pública. Na próxima terça (13/2), estão previstas novas audiências de conciliação na Secretaria de Justiça.

O acidente aconteceu no dia 12 de janeiro. O canteiro de obras da estação Pinheiros de Linha 4 do Metrô de São Paulo desabou, provocando a morte de sete pessoas. O desastre, que engoliu parte de uma rua, causou ainda danos em residências das imediações. Depois do desastre, surgiram notícias sobre outros oito acidentes nas obras da Linha 4.

Texto alterado nesta sexta-feira (9/2)

Revista Consultor Jurídico, 8 de fevereiro de 2007, 20h42

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.