Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Câncer de mama

Júri da Filadélfia manda laboratório pagar indenização milionária

Por 

Um júri da Filadélfia decidiu que o laboratório Wyeth deve pagar US$ 1,5 milhão a Mary Daniel, 60 anos. Ela alegou que teve câncer de mama em decorrência de um medicamento que tomou contra a menopausa. As informações são do site Findlaw.

Ela diz que tomou a droga Prempro por 16 meses para aliviá-la de ondas de calor, um sintoma típico da menopausa. O julgamento do caso levou três semanas para que se chegasse ao valor indenizatório.

Na quarta-feira (31/1), a Justiça decidiu que a indenização não pode passar de US$ 1,5 milhão. A paciente queria uma quantia maior. Alegou que o laboratório deveria desembolsar mais verba para reparar supostos “danos punitivos”.

Há cinco mil ações cíveis contra o Wyeth. Todas tratam dos efeitos das drogas, baseadas em hormônios, conhecidas como Premarin e Prempro. Elas são famosas nos Estados Unidos por mitigarem os efeitos da menopausa.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 1 de fevereiro de 2007, 16h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.