Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Conflito na fronteira

Governo Bush faz acordo com imigrantes para evitar processo

Por 

Advogados que representam crianças imigrantes, detidas em um polêmico centro de imigração no Texas, firmaram um acordo com o governo dos Estados Unidos. Assim, a administração George W. Bush deixará de ser processada. Em troca, o governo americano promoverá melhorias na antiga prisão do Texas, na cidade de Taylor, chamada T. Don Hutto, hoje convertida em centro de deportação. As informações são do site Findlaw.

O acordo foi feito por advogados da mais famosa organização de defesa dos direitos civis nos Estados Unidos, a American Civil Liberties Union, que representa 26 crianças internas de T. Don Hutto. Segundo os advogados, o centro de deportação Hutto ameaça as crianças porque os agentes fardados ficam munidos de algemas e ali ganham o nome de “conselheiros familiares”.

Hutto abriga 400 imigrantes ilegais – metade é de crianças. Nenhum dos internos tem biografia ligada a atos de violência. Em maio, Jorge Bustamante, do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, visitou Hutto e repudiou as condições de vida dos imigrantes internos. Ele saiu de Genebra e visitou Tucson, no Arizona; Austin, no Texas; Fort Meyers, na Flórida; Nova York e Washington. Mas Hutto foi o centro de internação que mais lhe chamou a atenção por falta de condições.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 28 de agosto de 2007, 10h44

Comentários de leitores

1 comentário

...vergonhoso, hein USA, que razões tristes lev...

futuka (Consultor)

...vergonhoso, hein USA, que razões tristes levam os seres humanos a tratarem tão levianamente de questões tão sérias. Cuidado com a volta...

Comentários encerrados em 05/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.