Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reclamações de sobra

MPT vai criar força-tarefa para investigar trabalho nas aéreas

O Ministério Público do Trabalho anunciou a criação de uma força-tarefa para aprofundar as investigações sobre as condições de trabalho dos funcionários de companhias aéreas. Um levantamento, envolvendo procedimentos abertos contra aéreas nas 24 Procuradorias Regionais do Trabalho, apontou a existência de mais de uma centena de denúncias em fase de investigação em 19 estados.

Excesso de jornada, assédio moral e terceirizações ilícitas estão entre as principais reclamações apresentadas ao MPT. A radiografia inicial das denúncias servirá de base para o trabalho da força-tarefa, que reunirá procuradores de três coordenadorias nacionais do Ministério Público do Trabalho: Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente de Trabalho, Coordenadoria Nacional de Promoção da Igualdade e Combate à Discriminação no Trabalho e a Coordenadoria Nacional de Combate às Fraudes nas Relações de Trabalho.

O anúncio oficial da iniciativa será feito, nesta quarta-feira (1º/8), pela procuradora-geral do Trabalho Sandra Lia Simón. Os nomes dos procuradores escolhidos para atuar na força-tarefa serão anunciados por ela, às 15h30, em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 1 de agosto de 2007, 14h44

Comentários de leitores

1 comentário

Acompanho a fiscalização do trabalho pelo menos...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Acompanho a fiscalização do trabalho pelo menos a trinta anos e observo que continua a mesma coisa, ineficiente e corrupta, uma das razões para o desrespeito ao trabalhador e sonegação ao INSS.

Comentários encerrados em 09/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.