Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Regra para todos

TV Globo não pode terminar debate depois da meia-noite

O debate entre os candidatos à Presidência da República na TV Globo não pode passar da meia-noite do dia 27 de outubro, dois dias antes do segundo turno. A decisão é do Plenário do Tribunal Superior Eleitoral, que rejeitou o pedido da emissora para que o programa pudesse entrar a madrugada de sábado. De acordo com o calendário eleitoral, o dia 27 é o último dia permitido para debates.

A TV Globo pretendia que o debate tivesse início às 22h20 e terminasse por volta das 2h40, para exposição das propostas dos candidatos, considerando ainda eventuais pedidos de direitos de resposta a serem solicitados e concedidos pela emissora.

O ministro Caputo Bastos foi o relator. No voto, ele considerou a possibilidade de realização do debate entre os candidatos à Presidência da República na data marcada, desde que o programa não ultrapasse a hora limite da lei eleitoral que é meia-noite.

“A minha consideração é no sentido de indeferir a pretensão nos termos em que foi postulada, que seria para a possibilidade de o debate ocorrendo no dia 27, antevéspera do pleito, ultrapassar meia-noite. É absolutamente impossível, a regra vale para todos”, afirmou o ministro Caputo Bastos.

Os ministros também consideraram a possibilidade de o debate ser feito no dia 26, quinta-feira, caso seja impossível encerrá-lo antes de meia-noite.

PET 2.466

Visite o blog Consultor Jurídico nas Eleições 2006.

Revista Consultor Jurídico, 18 de outubro de 2006, 17h49

Comentários de leitores

13 comentários

Francamente, aquela coisa pasteurizada que a Re...

Professor Erasmo (Professor)

Francamente, aquela coisa pasteurizada que a Rede Globo exibiu, está muito longe de ser um debate de verdade. Aliás, mesmo que houvesse algo de consistente a ser dito pelos candidatos, o formato adotado pelas emissoras de televisão faz com que exista um cavalheirismo forçado e o tempo dado a cada uma das partes é insuficiente e mal usado. O verdadeiro debate, deveria ser uma arena do circus maximus, com os candidatos livres para se digladiarem à vontade, colocando para fora sua verdadeira personalidade, não uma balela formatada pela assessoria e meramente lida, de um script insosso e cheio de acusações de parte a parte. O veredicto, como não poderia deixar de ser, após denúncias e mais denúncias mútuas, é este: nenhum candidato serve, temos de escolher entre o ruim e o menos pior. Resta saber qual é a diferença entre um e outro, já que, programaticamente, todos buscam tornar o Brasil em Eldorado, mas, na realidade, as ações e palavras de toda a politicalha são cópias literais umas das outras, só trabalham em benefício próprio e a prova está escancarada, para quem quiser ver: país estagnado, Dólar desvalorizado, hordas de desempregados e, nos números oficiais, um mar de rosas. Debate? Pra quê? Quer me esculhambar? Dou minha cara a tapa: professorerasmo@hotmail.com

Quanto à Globo, ela que exiba a sacrossanta...

Richard Smith (Consultor)

Quanto à Globo, ela que exiba a sacrossanta novela mais cedo, ou não a exiba no dia do debate, privilegiando-o como opção mais cívica e importante. Simples assim. Mas a Dona Globo...não é?

Caro PeTralha mistificador: Penso que ...

Richard Smith (Consultor)

Caro PeTralha mistificador: Penso que os meus argumentos, eu os coloquei com absoluta clareza e honestidade. Dessa forma, e à mingua dos seus, resta-me perguntar: A sua fixação quase erótica no Excomungado, o leva a apoiar todas as suas iniciativas? Ou o senhor é um ABORTISTA SUJO também? Porque eu creio que não pode haver meio termo ou "acochambramento" numa questão como esta.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/10/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.