Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de diretoria

Antônio Corrêa Meyer é eleito presidente do Cesa

Por 

Ampliar a entidade. Esta é umas das bandeiras levantadas pelo advogado Antônio Corrêa Meyer, eleito presidente do Cesa — Centro de Estudos das Sociedades de Advogados para o próximo triênio. A eleição e a posse ocorreram nesta segunda-feira (17/3), numa festa em São Paulo que premiou também monografias de estudantes.

Antônio Corrêa Meyer é sócio do Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados. Formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo em 1969. Em sua carreira, já exerceu diversos cargos administrativos, entre eles o de presidente da Aasp — Associação dos Advogados de São Paulo e de vice-presidente do Cesa durante dois mandatos. Meyer já foi premiado pelo Colar do Mérito do Judiciário dado pelo Tribunal de Justiça paulista. Foi também secretário de Justiça do Estado de São Paulo (1993/94) e de Segurança Pública do estado (1994).

É com essa bagagem que ele assume a Presidência da associação que desde 1983 representa os interesses de cerca de 700 sociedades de advogados do país.

A eleição teve chapa única. Entre os eleitos figuram apenas advogados de grandes escritórios, entre eles os maiores do Brasil, como Pinheiro Neto, Demarest e Almeida e Tozzini, Freire, Teixeira e Silva.

A proposta do novo presidente é ampliar o quadro de associados, embora só entre no Cesa sociedades de advogados indicadas por, pelo menos, três associados. Meyer também pretende incentivar o crescimento das seccionais estaduais e criar novas. Atualmente, o centro tem seccionais em sete estados: Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O novo presidente pretende também organizar encontros regionais entre as seccionais.

Pretende também estimular a atuação política da entidade. A idéia é fazer com que a Frente Parlamentar do Cesa participe mais ativamente no Congresso, nas Assembléias Legislativas e nas Câmaras Municipais na aprovação de matérias de interesse das sociedades de advogados.

Espaço do estudante

Durante a cerimônia que marcou as eleições e a posse da nova diretoria, a associação também fez a entrega de prêmios do concurso de monografias que promoveu. Os estudantes tinham de discorrer sobre o tema “Ética profissional na advocacia”. Cerca de 30 se inscreveram.

Os dois primeiros lugares ficaram com estudantes da Bahia: Caio de Souza Loureiro e Charles Silva Barbosa, primeiro e segundo lugares, respectivamente. Juliana Girardelli Vilela, de São Paulo, ficou em terceiro lugar. Todos receberam uma coleção de livros jurídicos. O primeiro lugar foi premiado com uma viagem de um dia para Brasília, para conhecer o Congresso e os tribunais superiores.

Veja a lista dos eleitos para a diretoria do Cesa

Chapa – Triênio 2006-2009

DIRETORIA

Art. 26 -A Diretoria do CESA será composta por: a) 1 Presidente Nacional; b) 1 Vice-Presidente Nacional; c) 1 Diretor de Relações Institucionais; d) 1 Diretor Financeiro-Administrativo; e) até 15 Diretores sem designação específica.

Presidente Nacional: Antonio Corrêa Meyer (Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados)

Vice-Presidente Nacional: José Luis de Salles Freire (Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados)

Diretor de Relações Institucionais: Marta Mitico Valente (Pinheiro Neto Advogados)

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 28 de março de 2006, 20h57

Comentários de leitores

3 comentários

Prezado Sr. Marcos : sempre tive muita preocupa...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Prezado Sr. Marcos : sempre tive muita preocupação com "mundinhos fechados", isto é, feudos. Sejam escancaradas as portas do CESA e eu retiro tudo que disse. Infelicito-o pela incompreensão : eu nuca disse que havia tomado bofetão. Disse que os brasileiros são esbofeteados ; o que é bem diferente. Outra coisa : por que nenhum Advogado veio em defesa ? Respeitosamente, e sem querer criar polêmicas, acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Dr. Dinamarco, Seu comentário infeliz retrat...

Marcos (Advogado Assalariado - Empresarial)

Dr. Dinamarco, Seu comentário infeliz retrata não mais do que o seu total desconhecimento do assunto. Me parece que o colega nunca foi a uma reunião do CESA, não conhece dos assuntos ali tratados e tampouco tem noção da importância daquilo que o senhor chama de "feudo" para a advocacia brasileira. Sua crítica é, além de inútil, completamente vazia. As dificuldades de sobrevivência dos nossos colegas advogados é fruto de uma situação social do nosso país, onde proliferam cursos jurídicos de baixa qualidade, com inúmeros alunos mal formados (às vezes semi-analfabetos) e, portanto, incapazes de progredir na carreira. Centros de estudo, como o CESA, são, na verdade, uma luz no fim do túnel, a esperança de que a advocacia se construa através do conhecimento e desenvolvimento da técnica jurídica. Além disso, o CESA é um importante local de debates acerca das inúmeras mazelas que assombram nossa classe, como, por exemplo, os recentes episódios de invasão a escritórios de advogados. Também são promovidos cursos culturais, debates, reuniões sociais, etc.. Assim, Dr. Dinamarco, sua indigação contra os bofetões que lhe atingem não tem relação alguma com o CESA.

Não quero ser desagradável mas, com tanto Advog...

A.C.Dinamarco (Advogado Autônomo)

Não quero ser desagradável mas, com tanto Advogado em situação difícil e com enormes necessidades, passando dificuldades para sobreviver, uma associação como essa, verdadeiro feudo, círculo fechadíssimo, com tantas exigências para ingresso, chega a ser um bofetão no rosto dos "comuns". Aliás, bofetão no rosto é o que mais se toma neste país. acdinamarco@adv.oabsp.org.br

Comentários encerrados em 05/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.