Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rumo às eleições

Vidigal se declara candidato ao governo do estado do Maranhão

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, Edson Vidigal, despachou a liminar que suspendeu as prévias do PMDB e embarcou logo em seguida para o Maranhão, onde confirmou que será candidato ao governo do estado pelo PSB do governador José Reynaldo, com apoio do PT. A declaração foi feita à TV Difusora, nos estúdios da emissora em Imperatriz. A informação é do jornal O Globo.

Indicado pelo ex-presidente José Sarney para o STJ, Vidigal vem se distanciando da família Sarney nos últimos meses. Na eleição, enfrentará a ex-governadora Roseana Sarney.

Embora Sarney seja publicamente contra a tese da candidatura própria do PMDB, seus assessores garantiram que ele não tem nada a ver com a decisão de Vidigal. Disseram que o presidente do tribunal estava a serviço do presidente Lula. Já o senador Pedro Simon (PMDB-RS) criticou Vidigal e atribuiu sua decisão à amizade com Sarney.

Revista Consultor Jurídico, 18 de março de 2006, 8h16

Comentários de leitores

5 comentários

Ridículo, um legislativo que se resume a um bal...

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

Ridículo, um legislativo que se resume a um balcão de negociatas e um judiciário com o única finalidade de atender lobbys poderosos e a si próprio. É... começo a sentir falta da ditadura militar. Era menos gente roubando.

Aí está o verdadeiro Poder Judiciário Brasileir...

JPLima (Outro)

Aí está o verdadeiro Poder Judiciário Brasileiro, são os Tribunais Superiores, onde funcionam o tapinha nas costas e o sorriso dos corruptos, corruptores e praticantes de tráfico de influência.

Nação brasileira, está chegando a hora de excer...

Lins (Estudante de Direito - Criminal)

Nação brasileira, está chegando a hora de excercermos o suflágio universal. Atenção Você pode separar o joio do trigo. Cidadão vote consciente.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/03/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.