Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fogo no colchão

Advogado é preso sob acusação de insuflar rebelião de detentos

O advogado André Lanzoni Pereira foi preso em flagrante nesta segunda-feira (15/5) nas dependências da Penitenciária de Curitiba, sob a acusação de que estaria insuflando e motivando a rebelião de detentos.

Segundo informações do Centro de Operações Policiais Especiais do Paraná, o advogado, ao receber voz de prisão, alegou que estava no exercício profissional e defendia os seus clientes, que segundo a Polícia seriam representantes das facções criminosas rebeladas.

O presidente da seccional do Paraná da Ordem dos Advogados do Brasil, Manoel de Oliveira Franco, designou o advogado Dálio Zippin Filho para acompanhar o caso, apurar e relatar as reais razões da prisão à seccional da Ordem.

Manoel de Oliveira Franco observou, ainda, que a OAB só defende advogados que estejam se portando dentro dos padrões éticos e morais da categoria. “A Ordem não defende marginais ou pessoas que se conduzam dentro de desvios de finalidade, mesmo que essas pessoas sejam integrantes do seu quadro”, declarou.

Revista Consultor Jurídico, 15 de maio de 2006, 18h50

Comentários de leitores

4 comentários

Parabéns ao PSDB do picolézinho de chuchu e ao ...

Comentarista (Outros)

Parabéns ao PSDB do picolézinho de chuchu e ao PFL de ACM. Ambos mostraram grande competência ao NEGOCIAR UMA TRÉGUA com o PCC... De quebra, "descobriram" os culpados pelo caos: as operadoras de telefonia celular e os advogados! E voltamos à normalidade. Viva o Brasil!

Caros colegas, não neguemos que em SP a cadeia ...

Reginaldo (Advogado Autônomo)

Caros colegas, não neguemos que em SP a cadeia está cheia de advogados. Não foram poucos os que morreram na associação com crime. concordo que o advogado é essencial à justiça, que somos injustamente mal visto por todos, policiais, promotores e juízes, mas uma parcela da profissão está mancomunada com o crime não adianta negar, pois senão, estaremos fazendo como o governo de SP. A OAB corre para punir o advogado que para sobreviver monta uma imnobiliária, mas e aquele advogado poderoso que monta empresas fantasma no exterior, que fim teve seu processo administrativo? Cadê o resultado da sindicância dos advogados da Susane? A OAB cuida mais de interesses políticos do que de seus afiliados. Basta ver as matérias no Jornal da Ordem, e em outros jornais conexos. Trazem convêniuos com hoteis 5 estrêlas, receitas com vinhos de R$ 100,00, quando a classe está empobrecida. ao invés de convênio com drogaria no Jd. Europa. seria bem vindo convênio com uma grande rede que atendesse todos os bairros. E as viagens comentadas por grandes advogados? vivem no mundo da lua. Converso diariamente no Forum com os colegas e, muitos estão trocando carros novos por mais velhos para pagar as contas. Choram porque tiraram as crianças da escola particular. Cada juiz hoje, aplica seu próprio CPC, cadê a Ordem? Estou muito decepcionado. Estou pensando seriamente em recomeçar minha vida em outra profissão.

O leitor Francisco está coberto de razão. O adv...

LUÍS  (Advogado Sócio de Escritório)

O leitor Francisco está coberto de razão. O advogado é o único que faz o meio de campo entre o preso e o Estado, convencendo o cliente a confiar nas instituições, na isenção da justiça e na possibilidade de uma autoridade ouvir seu ponto de vista. Se os juízes, policiais e o Ministério Público não tivessem os advogados no meio de campo, o Estado de Direito não existiria mais. Eu mesmo, como advogado, recebi vários pedidos de clientes de "dissesse quem era o juiz do caso", pois acreditavam em outros caminhos para resolver a questão. Em todas oportunidades, não só protegi as autoridades, como busquei convencer meus clientes de que estavam errados, e lhes dei esperanças de uma evolução do processo. Realmente, isto é muito difícil, diante da inércia das autoridades e da situação carcerária. Particularmente, não confio na OAB, é uma entidade que sempre deixou a desejar, no que diz respeito à defesa de nossas prerrogativas. As autoridades que pretende jogar a culpa nos advogados são idiotas, pois nossa classe é essencial à sobrevivência de seus interesses, não há Estado de Direito sem advogado. Mas, se não houver uma reforma na OAB, nossa profissão em breve chegará ao fim.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 23/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.