Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Medida de segurança

Tecnologia permite monitoração inteligente de conversas

Por 

Os recentes ataques do PCC e o ataque ao Congresso Nacional mostram a necessidade da ampliação do trabalho informacional estatal, apoiado por tecnologias inovadoras. Em ambos os casos, era possível saber muito mais sobre os incidentes, antecipadamente, para que tivessem desfechos completamente diferentes daqueles que ocorreram. A boa informação adequadamente coletada, bem armazenada, devidamente analisada e corretamente difundida praticamente elimina o uso desnecessário da força e da violência e permite uma eficiente tomada de decisão.

Mas como extrair informações efetivamente relevantes de dentro de enormes massas de dados e textos e de monstruosos fluxos de comunicações? A resposta vem da Alemanha. Ou do Brasil, embora identificada pelos alemães. A editora Springer, de Berlim, uma das mais conceituadas do mundo no cenário da tecnologia da informação, acaba de selecionar uma tecnologia brasileira para a sua publicação Lecture Notes in Computer Science. A tecnologia brasileira foi classificada pelos germânicos como Intelligent Information Extraction from Texts, ou Extração Inteligente de Informações Textuais, e trata exatamente desse assunto.

O modelo brasileiro, entre outras coisas, contém uma estrutura de representação do conhecimento baseada em ontologias. Isso faz com que o sistema jamais confunda lavagem de dinheiro com cédulas na máquina de lavar, por exemplo, e atribua a cada uma das expressões um valor diferenciado e contextualizado.

Desenvolvido originariamente para o Ontoweb (daí o nome), esse modelo tem uma derivação específica para a área de segurança pública, chamada de IDSeg — Inteligência Digital para Segurança Pública. A finalidade da tecnologia IDSeg é consolidar grandes massas de informações e cruzá-las com ocorrências policiais, dados de administração carcerária, relatórios de inteligência, dados de veículos e armas, transações financeiras e comunicações monitoradas, para, com técnicas de inteligência artificial e redes de relacionamento, detectar e identificar focos criminosos.

No âmbito da segurança pública e das atividades de inteligência, a construção de estruturas ontológicas permite um monitoramento muito mais eficiente e preciso dos fatos sob análise. Assim, quando surge a pergunta "como um sistema pode monitorar 10 mil elos comunicacionais ao mesmo tempo, conseguindo identificar o que é relevante?", automaticamente surge a resposta: com o uso de ontologias e extração inteligente de informação textual. Segundo os alemães.

 post doc em governo eletrônico professor da UFSC. É também ex-secretario de Geração de Oportunidades de Florianópolis. Especialista em Informática Jurídica, doutor em Inteligência Aplicada e pós-doutor em Governo Eletrônico. Ex-Promotor de Justiça e ex-Procurador da Fazenda Nacional.

Revista Consultor Jurídico, 28 de junho de 2006, 15h52

Comentários de leitores

3 comentários

É impressionante que tudo que se faça diminuind...

MUDABRASIL (Outros)

É impressionante que tudo que se faça diminuindo a impunidade e pretendendo uma sociedade (que paga impostos e merece viver tranquilamente) mais segura é sempre combatido. E sempre com a lengalenga sociológica de que precisamos tornar o país mais justo antes. Tudo deve ser feito ao mesmo tempo, as coisas não são compartimentadas - devemos ter um país socialmente mais justo, com maior distribuição de renda e oportunidades. Mas isto não elimina a necessidade de maior segurança social (que, por si só, já propicia melhores condições de desenvolvimento).É o contrário - e tão burro quanto- da balela da ditadura -primeiro fazer o bolo crescer para depois dividir.Como a música dos Titãs - TUDO AO MESMO TEMPO, AGORA..

Quanto vai custar essa Extração Inteligente de ...

Jose Antonio Schitini (Advogado Autônomo - Civil)

Quanto vai custar essa Extração Inteligente de Informações Textuais por ontologias. Barato que não vai ser. Dinheiro o governo tem de monte, são cerca de 60 bilhões de reais arrecadados todo o mes. Para aplicar em prol do povo nada. Agora para isso, tudo bem. O povo paga a conta.

Que currículo o do dr. Hugo, hem? Impressionant...

Armando do Prado (Professor)

Que currículo o do dr. Hugo, hem? Impressionante. Com menos títulos, Goebbels controlou o culto povo alemão; com menos títulos e inteligência, Bush monitora conversas, contas correntes e correios eletrônicos de todos os que eles querem no mundo inteiro. Pois é, Orwell com 1984 chegou para ficar. Agora, escolas com educação decente e professores dignamente remunerados, não carece não é dr. Hugo? As "estruturas ontológicas" vão resolver o problema de milhões de brasileiros sem escola decente, sem trabalho e sem perspectiva. Realmente, precisamos de gênios cheios de títulos e mba's e "choque de gestão" dos "apagados e apagãos" (Geraldo e José Jorge) da vida.

Comentários encerrados em 06/07/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.