Consultor Jurídico

Em casa

Brasil e Uruguai assinam Acordo de Residência para Nacionais

Por 

Os governos do Brasil e do Uruguai vão assinar, em Montevidéu, na próxima segunda-feira (26/6), o Acordo sobre Residência para Nacionais. O tratado, que aprofundará a integração bilateral, garante que um cidadão uruguaio seja considerado um nacional no Brasil, mesmo direito que terá o brasileiro no país vizinho.

O Itamaraty permanece interessado em investir nesse lado político do Mercosul, ou seja, que o bloco tenha caráter não apenas econômico mas, também, político. Tanto assim, que o Governo Lula mantém na mesa de negociações a proposta de igualdade entre as nações que formam o acordo, o que possibilitaria a uma pessoa nascida na Argentina, por exemplo, disputar uma eleição no Brasil e vice-versa.

Mas nem tudo são flores. A missão do governo brasileiro que seguiu para o Uruguai nesta quinta-feira (22/6) não voltará de lá direto para Brasília. Seus integrantes seguirão para Assunção, numa nova tentativa de fazer o governo do Paraguai aderir ao Acordo de Residência. Só falta ele. E isso é da maior importância porque depois dos Estados Unidos e do Japão, no país vizinho está o maior número (450 mil) de brasileiros que vivem no exterior.





Topo da página

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2006, 20h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/06/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.