Consultor Jurídico

Contra fraudes

AMB apresentará sugestões para TSE fiscalizar eleições

A AMB — Associação dos Magistrados Brasileiros divulgou nota apoiando a proposta de resolução do Tribunal Superior Eleitoral para as próximas eleições. A associação também afirmou que apresentará sugestões para a fiscalização ainda esta semana. A proposta de resolução será submetida à apreciação do TSE no início de fevereiro.

As novas normas contidas na resolução, elaborada por uma comissão nomeada pelo ministro Carlos Velloso, disciplinam a arrecadação e a utilização de recursos na campanha eleitoral, além de estabelecerem regras para a prestação de contas.

A AMB espera que a resolução seja aprovada junto com as sugestões que irá apresentar.

Leia a íntegra da nota.

Nota à Imprensa

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) vem a público manifestar seu apoio à proposta de Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com vistas às próximas eleições. Elaboradas por comissão nomeada pelo ministro Carlos Veloso, as novas normas disciplinam a arrecadação e a utilização de recursos na campanha eleitoral, além de estabelecer regras para a prestação de contas. Nesta semana, a AMB apresentará uma série de outras sugestões para tornar a fiscalização ainda mais rígida.

Em 2006, a entidade – que representa cerca de 14 mil magistrados – vai desencadear a Operação Eleições Limpas, conclamando os juízes eleitorais ao empenho na fiscalização do próximo pleito, além de esclarecer cidadãos e empresários como efetuar doações dentro do que determina a Lei. O objetivo da AMB é que as despesas de partidos e candidatos sejam rigorosamente legais.

A proposta de Resolução será submetida à apreciação do TSE no início de fevereiro. A expectativa da AMB é que o texto da minuta seja aprovado, acatando as sugestões que serão apresentadas pela associação.

Rodrigo Collaço,

Presidente da AMB




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de janeiro de 2006, 20h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/01/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.