Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Remédio de risco

EUA: Merck é condenada por problemas causados pelo Vioxx

Por 

Um juiz de Harlingen, no Texas, reduziu de US$ 32 milhões para US$ 7,75 milhões o valor da indenização que uma viúva vai receber do laboratório Merck. O marido dela morreu depois de complicações causadas pelo medicamento Vioxx. As informações são do site Findlaw.

Em abril passado, um júri estadual decidiu que a Merck era responsável pela morte de Leonel Garza, 71 anos de idade, ocorrida por infarto após ele ter tomado Vioxx por um mês.

Essa não é a primeira vez que o laboratório é condenado em causas desse tipo. Em agosto passado, a Merck ficou obrigada a pagar US$ 50 milhões para um ex-agente do FBI, que também sofreu um ataque do coração depois de tomar o medicamento. O júri concluiu que a companhia distorceu ou não revelou informações sobre o medicamento, o que causou o ataque.

Já no mês de julho de 2005, a Merck obteve ganho de causa no julgamento da acusação movida por uma mulher idosa, segundo a qual o Vioxx foi o responsável pelo infarto que ela sofreu. A vitória reduziu as pressões para que a empresa encerrasse com acordo mais de 12 mil ações judiciais relacionadas ao medicamento. A decisão foi do júri do tribunal estadual de Atlantic City, Nova Jersey.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 23 de dezembro de 2006, 16h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.