Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim da toga

Juiz dos EUA é afastado por prender homem por atraso em audiência

Por 

Um juiz que colocou atrás das grades 11 pessoas, porque chegaram atrasadas a um julgamento pelo fato de terem errado de sala, perdeu seu emprego na noite desta quinta-feira (7/12), em Tallahassee, capital do estado da Flórida, sul dos EUA. Segundo o site Findlaw, a corte superior do estado daquele estado avaliou que o juiz deveria perder a toga porque ela “não cabe em que não sabe manter a sua posição”.

As 11 pessoas passaram 9 horas atrás das grades, mesmo o juiz tendo sido alertado que aquilo era uma monstruosidade jurídica. Os presos iam à corte para se defender de uma citação trivial, de que dirigiam seus carros com carteira de motorista vencida e ainda tinham em seus automóveis placas de identificação ilegais.

A Corte Suprema da Flórida disse que o incidente encabeça uma série de reclamações registradas contra o juiz John Sloop, de 57 anos de idade. “A indiferença dela à ansiedade e humilhação impostas aos 11 cidadãos reflete um profundo desrespeito aos outros, que está entre os exemplos mais egrégios que vimos dentro do conjunto de abusos praticados por autoridades judiciais, que mostra a perda do temperança judicial”, escreveu a alta corte estadual.

Sloop se defendeu alegando ser o seu comportamento sintoma de um diagnóstico de distúrbio decorrente de hiperatividade, o qual ele alaga estar tratando. “Eu passei minha vida ajudando as pessoas a entender suas responsabilidades por sua ações”, disse Sloop. “Agora sou responsável por essas coisas que fiz”.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 10 de dezembro de 2006, 16h15

Comentários de leitores

23 comentários

São casos raros na Justiça americana. Naquele e...

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

São casos raros na Justiça americana. Naquele estado da Flórida, em trinta anos apenas 17 juízes perderam o cargo (em sua maioria por abuso de autoridade). Os juízes americanos são muito bem tratados e respeitados pela comunidade exatamente por ter uma formação adequada e dispor de uma boa experiência de vida e bom profissional. No Brasil os juízes também são bem tratados e respeitados pela comunidade, mas ainda não dispõe de formação adequada e geralmente falta-lhes experiência, o que tem prejudicado a imagem do Poder Judiciário perante a comunidade. Apenas o conhecimento jurídico não é suficiente para a formação de um juiz, a experiência de vida e profissional, são fundamentais. Neste país ainda é comum "Doutores" (com D maiúsculo)andando de arma na cintura. A questão tudo indica é de formação e mentalidade, coisas que apenas o livro não é suficiente para mudança de paradigma.

"a corte superior do estado daquele estado" (si...

Eneas (Advogado da União)

"a corte superior do estado daquele estado" (sic) Putz, ai fica difícil ler o artigo!!! Coitada da nossa gramática...

Caro Dr. Rossi: Por que que o respeitável ...

Richard Smith (Consultor)

Caro Dr. Rossi: Por que que o respeitável causídico não reagiu a tamanha barbaridade. No mínimo, já que em vias de ser manietado e preso, não enfiou a mão na cara do arbitrário indivíduo, que não estaria esperando por um reação como essa? É o tal negócio, desacato por desacato e agressão por agressão, todos crimes afiançáveis, pelo menos o indigitado histérico e arbitrário pensaria duas vezes da próxima vez. Com a morosidade da justiça, o apoio da OAB (quiçá da própria Sociedade) e outras artimanhas processuais, 99% de chance de "não dar em nada", o processo contra o aviltado advogado. E que as bolachas recebidas ninguém iria tirar da cara do exaltadinho, ah, isso sim. Um abraço.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/12/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.