Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Violência sexual

Senador é acusado de abuso sexual contra menores no Chile

O senador Jorge Lavandero, do partido de esquerda chileno Democracia Cristiana, está sendo acusado de abuso sexual contra menores de idade. Uma das acusações partiu do estudante de arquitetura Bruno Coulon, filho da advogada e presidente do Conselho de Defesa de Estado de Santiago, Clara Szczaranski. A notícia foi publicada na capa do jornal Las Últimas Notícias, de Santiago, deste domingo (9/1). A advogada e o filho estão na Europa.

Bruno Coulon é filho do primeiro casamento de Clara Szczaranski com o músico Jorge Coulon. Quando já estavam separados, a advogada teve um relacionamento com o senador no começo dos anos 90.

A menção de abuso sexual foi feita pelo promotor Xavier Armendáriz. O advogado Hernán Vodanovic, um dos defensores do senador, acusa o promotor de “assassinato de imagem”. Segundo ele, Armendáriz mencionou casos ocorridos antes de 2000 -- entre eles o de Bruno Coulon -- que não fazem parte das investigações.

Antes de falar com o promotor, o estudante esteve em Valparaíso (a 120 Km de Santiago) para contar detalhes do caso ao pai. De acordo com ele, o abuso sexual aconteceu quando tinha 13 anos. Em entrevista ao jornal Las Últimas Notícias, o músico Jorge Coulon disse que a questão é dolorosa porque admira o trabalho do senador há tempos. O músico afirmou que hoje sente que “não existem nem santos, nem heróis”. Para ele, “somos todos seres humanos e desgraçadamente alguns menos perfeitos que outros”.

Na semana passada, ficou decidido que o senador deve ser submetido a exames psiquiátricos, sociológicos e físicos por profissionais do serviço médico legal nesta quarta-feira (12/1). A situação de Lavandero deve ser decidida pelo partido nesta segunda-feira (10/1), segundo o presidente da Democracia Cristiana, Adolfo Zaldívar.

Revista Consultor Jurídico, 10 de janeiro de 2005, 10h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/01/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.