Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora do ar

Justiça Eleitoral paulista proíbe propaganda contra Serra

A coligação União por São Paulo (PT/PTB/PSL/PTN/PL/PRTB e PC do B) está proibida de reexibir propaganda com a mensagem: "durante a sua vida pública Serra, praticamente, nunca ficou em nenhum cargo até o fim". A propaganda foi transmitida nesta terça-feira (19/10), em forma de inserções.

A liminar é do juiz auxiliar da propaganda da 1ª Zona Eleitoral, Paulo Sérgio Galizia, concedida em representação oferecida por José Serra e coligação Ética e Trabalho (PSDB/PPS/PFL). Cabe recurso ao TRE.

Segundo o juiz, “a afirmação traz duas expressões incompatíveis, quais sejam, praticamente e nunca, o que pode causar a falsa impressão ao eleitor de que o co-representante José Serra abandonou os cargos aos quais fora anteriormente eleito para disputar novas eleições”.

Revista Consultor Jurídico, 20 de outubro de 2004, 18h45

Comentários de leitores

3 comentários

A Marta, agora chorosa e manhosa é como o lobo ...

argento (Advogado Autônomo)

A Marta, agora chorosa e manhosa é como o lobo vestido de cordeiro. Ninguem vai mais nessa conversa. Aliás, o New York Times catalogou uma meia dúzia de adjetivos para dizer da sua arrogância. Não me lembro bem, porém foi arrogante,presunçosa,etc. Hélio

A troca constante de acusações, entre os candid...

Dr. Francisco Rodrigues (Advogado Autônomo - Família)

A troca constante de acusações, entre os candidatos, leva a crer que nenhum dos dois está apto a exercer o cargo, tal a falta de ética e total desrespeito para com o eleitor, que os inspira. É lamentável e preocupante. Alea jacta est !

Mas que desespero! Briga de foice no escuro - ...

O Martini (Outros - Civil)

Mas que desespero! Briga de foice no escuro - e só pelo bem do povo. Será?

Comentários encerrados em 28/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.