Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem segurança

Carrefour é condenado a indenizar cliente que teve celular furtado

O supermercado Carrefour, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro foi condenado a pagar indenização de R$ 975,00 para a cirurgiã dentista Michele Faria da Gama. Ela teve seu celular furtado dentro do supermercado. A decisão é da 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis do Rio. A indenização foi fixada com base no valor gasto, na época, pela dentista na compra do celular da marca Motorola.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, a 2ª Turma Recursal manteve em parte sentença do juiz Eduardo Marques Hablitschek, do Juizado Especial Cível de Santa Cruz, que julgou procedente o pedido da dentista.

Os juizes da 2ª Turma, no entanto, rejeitaram a condenação por danos morais no valor de 10 salários mínimos. Para eles, não houve violação do direito da integridade moral da autora e sim um mero aborrecimento ou dissabor.

Michele alegou que em setembro de 2002, teve sua bolsa furtada com todos os seus pertences no interior do supermercado. Ela pediu que as portas fossem fechadas para evitar a saída do ladrão, mas a direção do supermercado nada fez. Os documentos foram deixados no chão, porém, o dinheiro e o celular desapareceram. A dentista afirmou que o supermercado também não permitiu que ela utilizasse o telefone para comunicar o furto à operadora e solicitar o bloqueio da linha.

Na sentença, o juiz Eduardo Marques considerou "inafastável" a responsabilidade do Carrefour. "A responsabilidade da requerida deflui do fato de o furto ter ocorrido dentro de seu estabelecimento", disse.

Revista Consultor Jurídico, 14 de outubro de 2004, 15h13

Comentários de leitores

5 comentários

Quero denunciar que me tornei deficiente fisico...

fatmancofat (Outros)

Quero denunciar que me tornei deficiente fisico e incapaz após grave acidente sofrido em 17.04.2001, na loja extra-abolição em Campinas-SP.Até agora nada de indenização, nem lucros cessantes,foram pagos.Tive um tratamento incluindo cirurgias+fisio por um ano. ETA INJUSTIÇA BRASILEIRA...VERGONHAAAAA..

Aliás o Estatuto dos Deficientes em Geral, NÃO ...

fatmancofat (Outros)

Aliás o Estatuto dos Deficientes em Geral, NÃO FUNCIONA, e o Senador Paulo Paim deveria alem de buscar votos ter um pouco de semancol e lutar pra que se coloque urgentemente PUNIÇÕES FINANCEIRAS ALTISSIMAS pra que as pessoas e autoridades respeitem nossas condições de locomoção e nossos direitos como seres humanos e clientes. Más como o Senador Graças à DEUS NÃO É DEF.FISICO ele não se importa muito conosco deficientes né mesmo?

Sou obeso e defic.fisico,46a,e usei carrinho mo...

fatmancofat (Outros)

Sou obeso e defic.fisico,46a,e usei carrinho motorizado,no extra abolição, q estava com 4 dispositivos de alarme antifurto.Apitava todo tempo e as pessoas me olhavam atravessado.Reclamei c/o gerente,chamei a PM e NADA FIZERAM E FICOU POR ISSO MESMO.ISSO EM 2005. É o poder e o dinheiro dos DINIZ intimida até Policia quem dira os JUIZES. QUE VERGONHA DE MERDA QUE FIZERAM COMIGO.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 22/10/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.