Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova aliada

Vale do Rio Doce entrega proposta de combate a trabalho escravo

Advogados e consultores da Companhia Vale do Rio Doce se reuniram nesta quinta-feira (15/7) com a procuradora-geral do Trabalho, Sandra Lia Simón, para apresentar a proposta da empresa para atuar na área de educação e prevenção do trabalho escravo. A iniciativa é em parceria com a OIT.

Segundo o coordenador jurídico trabalhista e previdenciário da Vale, Rafael Grassi Ferreira, um grupo de trabalho começará a se reunir em agosto para identificar as reais necessidades das instituições que se dedicam à erradicação do trabalho escravo.

"A iniciativa é muito bem vinda, especialmente porque há um aspecto cultural muito grave e muito arraigado por trás desse problema que só com campanhas educativas será possível modificar", disse Lia.

De acordo com a consultora da Vale, Maria Lucia D’Ório, o apoio se dará através da Fundação Vale do Rio Doce. O gerente geral jurídico ambiental e trabalhista da empresa, José Alberto da Costa Araújo, lembrou que a própria ferrovia da Vale do Rio Doce, que liga Paraopebas, no Pará, à São Luís, no Maranhão, pode ser um instrumento importante na nova empreitada.

Os funcionários que trabalham na ferrovia serão treinados para identificar e denunciar possíveis casos de trabalho escravo que estiverem ocorrendo nas regiões em que trabalham ou por onde passarem.

Durante a reunião, também foi levantada a possibilidade de apoio da CVRD na fiscalização do trabalho escravo. A mineradora dispõe de aeronaves na região, que poderiam ser eventualmente utilizadas pelo Grupo Móvel de Combate ao Trabalho Escravo em suas operações.

Revista Consultor Jurídico, 15 de julho de 2004, 18h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/07/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.