Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cartas na mesa

Sindicato e metroviários discutem acordo para evitar greve em SP

Em audiência de conciliação, nesta terça-feira (20/1), às 14 horas, no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região representantes do metrô se comprometeram a suspender as demissões deste ano. O acordo é válido até uma próxima reunião agendada para o dia 27, às 14 horas, com a condição de que os metroviários não entrem em greve nesta quarta-feira (21/1).

Os representantes do Sindicato se comprometeram a levar para assembléia a proposta de suspensão da greve.

A audiência foi aberta com a presença da presidente do TRT da 2ª Região, juíza Maria Aparecida Pellegrina, que solicitou a suspensão da greve.

O desentendimento entre as partes ocorreu com a demissão de funcionários entre 55 e 57 anos já aposentados e também de ocupantes de cargos de confiança.

Para a reunião da próxima terça-feira (27/1) será convocada o Metrus -- Instituto de Seguridade Social, que trata da previdência suplementar dos funcionários e administra os planos de saúde. Caso os metroviários insistam na greve, a reunião será cancelada e o Tribunal designará juiz relator para julgamento da greve. (TRT-SP)

Revista Consultor Jurídico, 20 de janeiro de 2004, 18h50

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/01/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.