Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sentença confirmada

Banco é obrigado a indenizar quando há saque indevido

A Turma Nacional de Uniformização da Jurisprudência dos Juizados Especiais Federais não apreciou dois incidentes de uniformização ajuizados pela Caixa Econômica Federal. A Caixa recorreu contra decisão da Turma Recursal dos Juizados de Minas Gerais que a condenou por danos materiais decorrentes de saque fraudulento.

Houve a confirmação da sentença do juiz de primeira instância. A Justiça entendeu que o banco deve assumir o risco profissional, manter a vigilância e garantir a segurança de seus clientes.

Se a CEF não comprovar a culpa do correntista, e se este demonstrar a ocorrência de transferência fraudulenta de valores de sua conta corrente para a conta de terceiros, o banco pode ser condenado a ressarcir o correntista por danos materiais. (CJF)

Processos: 2002.38.00.713610-0 e 2003.38.00.715539-1

Revista Consultor Jurídico, 18 de fevereiro de 2004, 15h39

Comentários de leitores

1 comentário

Só com indenizaçoes, especialmente as mais elev...

Andrade Filho (Advogado Autônomo)

Só com indenizaçoes, especialmente as mais elevadas, para as contas abertas com documentos falsos e saques indevidos é que forçarão maior eficácia nos sistemas de segurança e nos gerentes com tendências indignas. andradefilho@aasp.org.br

Comentários encerrados em 26/02/2004.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.