Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Profissão de risco

Advogado é morto por traficante depois de não conseguir soltar clientes

Um advogado do Rio de Janeiro foi morto por traficantes depois de não conseguir tirar da cadeia dois acusados que defendia. A conclusão foi apresentada pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros, que investigou o desaparecimento do profissional Roberto Viegas Rodrigues, de 26 anos, de acordo com o portal G1.

Rodrigues desapareceu no dia 22 de dezembro do ano passado, após ir ao Morro do Dezoito, em Água Santa, encontrar o traficante Jean Carlos Nascimento dos Santos, conhecido como Di Menor. O cliente tem 25 mandados de prisão contra ele, por crimes como homicídio e roubo, e é o chefe do tráfico de drogas daquela comunidade.

O advogado havia se comprometido a soltar dois comparsas do traficante até o dia 21 de dezembro e, inclusive, já teria recebido seus honorários. A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro, por enquanto, não se manifestou sobre o caso. 

Revista Consultor Jurídico, 31 de maio de 2016, 18h18

Comentários de leitores

12 comentários

Lamentável

Antonio L S Costa (Advogado Autônomo - Civil)

Concordo com a opinião dos colegas. O perigo não reside em não atingir o resultado favorável, mas sim em bater com o piru em cima da mesa dizendo que vai fazer e acontecer em determinado tempo. Sejamos mais transparentes, embora não seja sinônimo de segurança...

... contra, tudo é possível

araujocavalcanti (Advogado Autônomo - Família)

..como sempre, o ilustre dr. pintar, nos trás algo de interessante para ler... obrigado, dr.
... da maneira como anda a carruagem, muito em breve, os traficantes processarão, e, cobrarão os lucros cessantes, perdas e danos e mais algumas coisas... aguardemos, pois...
... quando leio este CONJUR, cuja existência nos trás a realidade do dia a dia, descrita de uma maneira simpática, não perco a fala de alguns articulistas... parabéns...

Ética profissional é uma proteção

Dr. Clevenon Alves (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Infelizmente, ainda nos deparamos com profissionais que, fugindo à Ética necessária ao exercício da profissão, se deixam atrair pela ganância de lucro fácil, aproveitnado-se da fragilidade em que o preso e seus familiares ou amigos se encontram. na minha labuta na área criminal, já me deparei com presos e familiares que em casos de prisão por tráfico de drogas de grandes quantidades e envolvendo diversos réus, buscavam soluções "mágicas" para escapar às garras da polícia e da justiça. Em determinada ocasião na região de Campinas, um réu preso com mais de 50 kg de cocaína, juntamente com outros três réus, disse que um colega prometeu tirá-lo da cadeia em 30 (trinta) dias se ele lhe pagasse um generoso honorário e arrumasse mais algum dinheiro para ele "negociar" com os desembargadores! . O que vocês acham que pode acontecer em um caso desses? Quando a realidade vem à tona e o traficante se vê enganado, geralmente é a chave para uma tragédia. É meus caros. Ser Ético protege.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/06/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.