Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Vladimir Freitas assume associação internacional sobre administração da Justiça

O desembargador aposentado Vladimir Passos de Freitas tomou posse nessa sexta-feira (20/5) como presidente da International Association For Court Adminisration (Iaca). A associação foi criada em 2004 para promover estudos de aprimoramento da administração dos tribunais. Colunista da ConJur, Freitas também presidiu o Tribunal Regional Federal da 4ª Região entre 2003 e 2005 e a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) entre 1994 e 1996.

A solenidade aconteceu em Haia, na Holanda, após o encerramento da 11ª Conferência Regional Europeia da Iaca, que começou na quarta-feira (18/5) e reuniu magistrados, professores, administradores judiciais e outros especialistas para discutir os sistemas de administração das cortes judiciais.

Vladimir Freitas é o primeiro latino-americano a presidir entidade

O novo presidente foi eleito em 2014 e é o primeiro latino-americano a comandar a entidade. “Minha missão é aperfeiçoar o trabalho da Justiça no mundo inteiro, e, com isso, contribuir para a expansão da democracia”, afirmou na ocasião. Desde então, até sua posse em definitivo, Freitas assumiu a função de president elect do IACA. O cargo é semelhante ao de um primeiro-ministro, que auxilia o presidente de fato nas suas atribuições regulamentares.

Criada em 2004 por juristas, com sede na cidade Arlington (EUA), a Iaca se destina ao estudo de administração da Justiça. A associação possui vice-presidências regionais em todos os continentes, promovendo congressos e editando revistas eletrônicas em seus países de atuação.

Atualmente, a Iaca está presente em 24 países, dos cinco continentes. É composto por juízes, advogados, professores e executivos e gestores do sistema judicial. Além de conferências, a entidade organiza fóruns de estudo e discussão sobre o assunto, buscando promover sistemas de administração judicial eficazes em países com democracias emergentes.

Revista Consultor Jurídico, 22 de maio de 2016, 15h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/05/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.