Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lista tríplice

Veja os candidatos a preencher a vaga de Ari Pargendler no STJ

A lista de candidatos da Justiça Federal para ocupar a vaga do ministro Ari Pargendler não tem grandes novidades em relação à do ministro Arnaldo Esteves Lima. São 18 candidatos a compor a lista tríplice que será votada pelo Plenário do STJ no dia 26 de maio.

Das poucas diferenças é o desembargador federal Nino Toldo, do TRF-3. Ex-presidente da Ajufe, é juiz federal há mais de 20 anos, seis dos quais passou como julgador no tribunal: quatro como juiz substituto e dois como desembargador.

Volta a figurar entre os candidatos Joel Ilan Paciornik, do TRF-4, que esteve na lista em que foi indicado Reynaldo Soares da Fonseca. Da lista também constam os presidentes dos TRFs da 2ª e 3ª Região, Poul Erik Dyrlound e Fabio Prieto, respectivamente.

E dos 18 candidatos da lista, cinco chegaram a seus tribunais por meio de quintos constitucionais. Três são oriundos da advocacia e dois do Ministério Público Federal.

Veja os candidatos à lista tríplice para ocupar a vaga do ministro Ari Pargendler:

TRF-1
João Batista Gomes Moreira
Kassio Nunes Marques
Maria do Carmo Cardoso
Néviton de Oliveira Bastos Guedes

TRF-2
Aluisio Gonçalves de Castro Mendes
Poul Erik Dyrlound (presidente)
Sergio Schwatzer

TRF-3
André Nabarrete Neto
Fabio Prieto de Souza (presidente)
Luis Carlos Hiroki Muta
Luís Paulo Cotrim Guimarães
Mairan Gonçalves Maia Júnior
Nino Oliveira Toldo
Therezinha Astolphi Caserta

TRF-4
Fernando Quadros da Silva
Joel Ilan Paciornik
Victor Luiz dos Santos Laus

TRF-5
Marcelo Navarro Ribeiro Dantas

Revista Consultor Jurídico, 8 de maio de 2015, 15h21

Comentários de leitores

2 comentários

Trf 3 : não aos que têm sido "justiceiros"

José R (Advogado Autônomo)

Que possam ser escolhidos aqueles que são equânimes e imparciais, jamais os que sempre se mostram incondicionalmente condenatórios, verdadeiros auxiliares da Acusação... Vive la Liberté, mort à la tyrannie!

Doutrina que está destruindo o País

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vencerá aquele que for considerado como mais apto a manipular julgamentos a favor do Estado e negar vigência às leis e à Constituição Federal, seguindo-se a cartilha petista.

Comentários encerrados em 16/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.