Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Busca de eficiência

TJ-RJ aprova trabalho à distância para servidores do 1º grau

O Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aprovou, por unanimidade, a adoção do regime especial de trabalho à distância na primeira instância. O objetivo é uma melhor distribuição dos recursos humanos da corte e e melhorar a eficiência do serviço.

Pelo novo regime, os servidores poderão continuar fisicamente em uma vara, porém atuarão virtualmente em outra, por meio do processo judicial eletrônico e outros meios digitais de comunicação, como a videoconferência e chat. Com o novo sistema, o servidor poderá trabalhar mais perto de sua residência — e assim gastar menos tempo no trânsito entre casa e trabalho, ganhando mais qualidade de vida.

Apresentada pela corregedora-geral da Justiça, desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, a proposta teve apoio do presidente do TJ-RJ, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho. “Esta iniciativa é uma das mais corajosas e inteligentes porque une o interesse particular do servidor ao interesse do público, que depende dos serviços da Justiça”, afirmou. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RJ. 

Revista Consultor Jurídico, 9 de julho de 2015, 17h13

Comentários de leitores

1 comentário

E em casa?

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Por que não permitem que o servidor trabalhe de casa?
.
O rendimento é muito maior, sem ter que enfrentar trânsito nenhum, e no conforto do lar.
.
O que importa é que o serviço seja feito e o cidadão receba a tutela jurisdicional.

Comentários encerrados em 17/07/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.