Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Melhor distribuição

STJ julgou 20% mais processos no primeiro semestre de 2015

O Superior Tribunal de Justiça encerrou o primeiro semestre de 2015 com 218.292 processos julgados, 20% a mais do que no mesmo período do ano passado. Desse total, 42.298 foram julgados em sessão e 175.994 foram decididos monocraticamente.

O balanço foi divulgado pela vice-presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, que presidiu a última sessão da Corte Especial no semestre forense, realizada na manhã desta quarta-feira (1º/7). Esses dados incluem o julgamento dos chamados recursos internos (agravos regimentais e embargos de declaração).

Filtro na distribuição
A ministra destacou que, além de julgar mais e melhor, o STJ foi beneficiado pela ação do Núcleo de Repercussão Geral e Recursos Repetitivos (Nurer), que, com seu trabalho, evitou que fossem distribuídos mais de 50 mil processos aos ministros.

Criado em 2013, o Nurer tem o papel de gerenciar informações e construir um banco de dados que agiliza o trabalho nos gabinetes dos ministros e em todos os tribunais de segundo grau, o que acelera as decisões judiciais no Brasil inteiro. Até o último dia de junho, por exemplo, foram afetados 863 temas para julgamento no rito dos recursos repetitivos. Desse total, foram julgados 690.

Além disso, segundo dados consolidados pela Assessoria de Planejamento, Organização e Estatística do tribunal, o STJ encerrou o primeiro semestre com 41.106 acórdãos publicados e 154.270 processos baixados.

O STJ distribuiu 19,93% processos a mais do que no mesmo período de 2014. De 138.501 no primeiro semestre do ano passado, o número passou para 166.107, o que dá a média de 5.034 processos por ministro.

Também houve aumento no número de decisões e despachos proferidos pelo presidente do tribunal: de 16.471 em 2014, subiu para 58.316, com variação de 254,05%. Além disso, o balanço registra 4.013 decisões do presidente proferidas em recursos extraordinários e ordinários. As decisões proferidas pela vice-presidência somaram 3.023. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.

Revista Consultor Jurídico, 1 de julho de 2015, 18h37

Comentários de leitores

1 comentário

Corrigenda

Marcelo Feitosa (Servidor)

O STJ não julga recursos extraordinários (competência do STF), mas sim recursos especiais.

Comentários encerrados em 09/07/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.