Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Arrecadação da União

Municípios terão R$ 1,15 bilhão a mais com aumento de tributos, diz confederação

Os aumentos de tributos anunciados na última segunda-feira (19/1) e o veto presidencial à correção da tabela do Imposto de Renda devem garantir R$ 1,147 bilhão a mais para os municípios brasileiros em 2015. A estimativa é da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que avaliou o impacto das medidas tributárias nas finanças das prefeituras.

A análise levou em conta apenas tributos arrecadados pela União, mas partilhados com estados e municípios. Enquadram-se na análise o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e o Imposto de Renda (IR).

Segundo o estudo, os municípios devem receber R$ 478,5 milhões da Cide sobre os combustíveis e R$ 163 milhões da extensão da cobrança do IPI dos cosméticos aos atacadistas. Em relação ao IR, o incremento na receita das prefeituras deve totalizar R$ 506,1 milhões.

De acordo com a CNM, o pagamento do IR em janeiro será feito pela tabela de 2014, sem reajuste. O governo, segundo a entidade, deve editar outra medida provisória retomando a proposta original de corrigir a tabela em 4,5%, em vez de 6,5% aprovado pelo Congresso e vetado pela presidente Dilma Rousseff.

Além da Cide e do IPI dos cosméticos, o governo reajustou o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) de produtos importados e de combustíveis e dobrou a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o crédito a pessoas físicas. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 20 de janeiro de 2015, 21h07

Comentários de leitores

1 comentário

Ótimo: mais dinheiro para roubar

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Perfeito! Mais dinheiro para ser ROUBADO DESCARADAMENTE em LICITAÇÕES MAROTAS e CONVÊNIOS ESCROTOS com ONGs de laranjas e afilhados!
.
Se vocês acham que tem muito roubo em nível federal, não tem ideia do que ocorre nos Municípios, principalmente do interior, como neste que eu moro. É ROUBO FLAGRANTE, dia após dia, nem tentam esconder.
.
A coisa mais comum é fazer uma licitação mega dirigida, voltada pra um empresário amigo do Prefeito vencer. Esse empresário tem a empresa "real" dele e umas 2 ou 3 empresas fantasma, que só servem pra "concorrer" na licitação e perder. Desse jeito na verdade ele concorre sozinho e vende qualquer produto ou serviço 10x mais caro!
.
O brasileiro é MUITO otário mesmo. Esse ministro da Fazenda PORCO IMUNDO anuncia em rede nacional que vai AUMENTAR O ROUBO, ampliando os já indecentes impostos, e ficamos quietinhos que nem porquinhos pacatos andando serenamente pro abatedouro.

Comentários encerrados em 28/01/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.