Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Copa do Mundo

Advogado de suposto chefe da máfia dos ingressos é indiciado por facilitar fuga

O advogado Fernando Fernandes, que defende o diretor da empresa Match, Raymond Whelan, foi indiciado por ter facilitado a fuga do executivo, na última quinta (10/7), do hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Whelan é acusado de chefiar a máfia dos ingressos da Copa do Mundo.

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, após aguardar, por duas vezes, o comparecimento do advogado para prestar esclarecimentos, o delegado responsável pelo caso, Fábio Brucke, decidiu indiciar Fernandes.

Considerado foragido desde o último dia 10 de junho, Whelan se apresentou na tarde desta segunda-feira (14/7) à 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça fluminense. Em seguida, foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona norte do Rio.

Na última quinta-feira (10/7), a Justiça do Rio aceitou denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro e decretou a prisão de 11 acusados de participar de esquema do venda ilegal de ingressos, entre eles Whelan. Policiais da 18ª Delegacia foram ao hotel Copacabana Palace, mas não encontraram o empresário.

De acordo com o Ministério Público, os acusados vão responder por organização criminosa, cambismo, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

Revista Consultor Jurídico, 15 de julho de 2014, 19h21

Comentários de leitores

8 comentários

Pergunta que não quer calar:

Resec (Advogado Autônomo)

Cadê a OAB ???
Por quê a OAB ainda não se manifestou publicamente contra esse absurdo ???
Quem nos representa ???
A desmoralização dos advogado está tão banalizada, quem parece que ninguém liga mais...

Atipicidade

JL JUNIOR (Advogado Autárquico)

Havia restrição para que o acusado se afastasse do distrito da culpa. Não havia qualquer determinação judicial para a permanência do investigado no hotel. Tentativas de incriminação do exercício da advocacia são atentado ao estado democrático de direito.

Mais uma arbitrariedade contra nossa profissão.

Gilney Batista de Melo (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Até quando a ilegalidade e arbitrariedade vão se sobrepor?!
Era só o que faltava, indiciar advogado no exercício árduo de sua profissão, desrespeitar as prerrogativas profissionais e os direitos fundamentais de todos os cidadãos.
Chegou a hora – ou já é tarde – de unirmos todos os advogados (as) desse país, por meio da Ordem dos Advogados do Brasil, contra essa onda de desrespeito aos profissionais sérios, competentes e idôneos.
É uma vergonha!
Conte conosco caro Fernando Fernandes.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 23/07/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.