Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Copa do mundo

Preso nesta segunda, suposto chefe da máfia dos ingressos vai recorrer ao STJ

O empresário britânico Raymond Whelan, acusado de chefiar a máfia dos ingressos da Copa do Mundo, deve ser encaminhado esta noite para o Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona norte do Rio de Janeiro. Considerado foragido desde o último dia 10 de junho, ele se apresentou na tarde desta segunda-feira (14/7) à 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça fluminense. Sua defesa deve entrar com pedido de libertação no Superior Tribunal de Justiça.

As informações são do advogado Nilson Paiva, do escritório que representa Whelan no Brasil. Ele falou à imprensa ao deixar a Cidade da Polícia, na zona norte, para onde o empresário foi levado depois de se apresentar.

O diretor da Match, empresa autorizada pela Fifa a comercializar os bilhetes do Mundial, seguiu em furgão da Polícia Civil para o Instituto Médico-Legal, no centro da cidade, para exame de corpo de delito. De lá, deve seguir direto para a penitenciária.

Na última quinta-feira (10/7), a Justiça do Rio aceitou denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro e decretou a prisão de 11 acusados de participar de esquema do venda ilegal de ingressos, entre eles Whelan. Policiais da 18ª Delegacia foram ao hotel Copacabana Palace, mas não encontraram o empresário.

De acordo com o Ministério Público, os acusados vão responder por organização criminosa, cambismo, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 14 de julho de 2014, 21h52

Comentários de leitores

3 comentários

Cliente bom

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Ao menos determinado grupo de advogados vai ganhar uma grana preta. É isso aí!

Consciência da ilicitude

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Uma dúvida. Vige no Brasil uma lei não escrita dizendo que em qualquer grande evento o organizador precisa enviar gratuitamente ingressos a juízes, membros do Ministério Público, delegados e autoridades em geral. Se essa regra é cumprida, pode-se fazer qualquer forrobodó em qualquer dia ou lugar. Se não é cumprida, por mais que todas as normas sejam respeitadas o evento é barrado. Assim, o Acusado sabia dessa regra?

Pule de 10 da mellhor qualidade !

hammer eduardo (Consultor)

Depois do repugnante show de subserviência da petralhada frente aos quadrilheiros da organização criminosa conhecia como fifa , acredito que ninguém vai ser doido de apostar que esse "flagra" envolvendo um legitimo "capo" da fifa , não vai dar em nada , anotem e depois me cobrem. O previsível vai se concretizar na forma de alguma aberração jurídica que vai liberar o "elemento" em questão que certamente vai embarcar no primeiro avião para Londres para nunca mais aparecer por aqui , qualquer semelhança com o caso dos homicidas americanos que bateram no Avião da Gol , certamente não terá sido mera coincidência.
. Nossa Justiça será mais uma vez desmoralizada e ficara tudo como dantes no quartel de Abrantes , a historia não me deixa mentir.
. o estupro de nossas leis e de nossa Soberania através desta excrescência pseudo-jurídica que ganhou o nome pomposo de "lei geral da copa" . Como fomos submetidos a bandidos de paletó Armani , todo o resto agora vira detalhe menor. As "ordens" já devem ter sido dadas ao rabelo e o restante da quadrilha petralha para qu o picareta britânico seja libertado com a maior brevidade , se bobear com uma cartinha de desculpas pelo "incomodo causado". Vamos "entubar" mais essa e continuaremos sendo o Paiszinho vagabundo , submisso e vira latas que sempre fomos. Um nojo como sempre.

Comentários encerrados em 22/07/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.